LANCE!
18/06/2016
21:05
São Paulo (SP)

O técnico Dorival Júnior não gostou do vacilo do Santos no fim da partida contra o Atlético-PR, que lhe tirou o empate e também a chance de terminar a nona rodada do Campeonato Brasileiro no G4. E o Peixe terminou derrotado justamente por erro de marcação em jogada de bola aérea, pedra no sapato da equipe na disputa nacional. Já custaram ao Alvinegro três pontos, além do empate com o Furacão, o time errou contra Corinthians e Internacional, todas derrotas por 1 a 0. 

- Com bola no chão dificilmente acontece penetração na nossa área. Em compensação, a bola aérea tem favorecido os rivais. Treinar, trabalhar. Eventualmente, tudo bem, mas nós estamos tendo esse problema e isso vem realmente preocupando - alertou Dorival, e completou: 

- Eu não vi o que aconteceu, tanto que a posse de bola mostra que o Santos comandou. A bola parada tem nos tirado pontos importantes, diferentemente da bola rolando. É um quesito que tira pontos importantes e a campanha seja prejudicada. 

Na quinta rodada do Brasileirão, o Santos empatava com o Corinthians em Itaquera até os 36 minutos do segundo tempo, quando Guilherme cruzou da direita e depois do bate-rebate Giovanni Augusto marcou de cabeça. Na rodada anterior, o time de Dorival Júnior havia perdido a invencibilidade na Vila Belmiro em outro vacilo na bola aérea e também no fim do jogo. Depois de cobrança de escanteio, Aylon desviou de cabeça. 

Ciente de que o jogo aéreo precisará ser ainda mais treinado, Dorival evitou apontar culpados pelo vacilo mais recente. Após cobrança de escanteio, Paulo André subiu sozinho na área santista para marcar o gol. Yuri, que jogou improvisado na zaga, e Paulinho estavam na marcação do zagueiro atleticano e não acompanharam. 

- De maneira alguma houve falha. Não tivemos problema, posicionamento perfeito. Eventualmente uma ou outra oportunidade em razão da qualidade do Atlético. Uma atuação muito boa, em todos os aspectos - afirmou o treinador, quando questionado sobre a atuação de Yuri.

O novo vacilo santista irá tirar o time do G4 nesta rodada obrigatoriamente. Isso porque Flamengo e São Paulo, ambos com os mesmos 13 pontos do Peixe, jogam no Mané Garrincha e qualquer resultado deixará uma das equipes (ou as duas, em caso de empate) com mais pontos do que o Alvinegro. Na próxima rodada, o Santos encara o Fluminense, fora de casa, na quarta, às 21h45, em Cariacica, no Espírito Santo.