Joel, do Cruzeiro

Joel tem 22 anos e deve ser cedido pela Raposa por uma temporada (Foto: Reprodução/Facebook)

Gabriel Carneiro
09/01/2016
09:30
São Paulo (SP)

Diederrick Joel Tagueu Tadjo nasceu em Nkongsamba, capital do departamento de Moungo, na República dos Camarões, África. No futebol do Brasil desde 2011, o atacante de 22 anos tem contrato até 2020 com o Cruzeiro, mas está liberado para procurar outro clube neste ano e tem negociação avançada para defender o Santos por empréstimo. Caso realmente acerte, como espera a diretoria e o técnico Dorival Júnior, Joel se tornará o terceiro jogador nascido no continente africano a vestir a camisa do Peixe na história.

Ao longo da história, 79 jogadores de outras nacionalidades defenderam o Peixe. Ramos Delgado, Rodolfo Rodríguez, Cejas e Etchevarrieta são as grandes referências, todos sul-americanos. Mas destes 79, 18 não são da América do Sul, e há dois africanos na lista. Entre 1995 e 1996, o Peixe teve no elenco os meias-atacantes Kennedy e Arthur, o primeiro nascido no Zimbábue e o outro na África do Sul. A dupla veio do Jomo Cosmos, da África do Sul, por recomendação de Pelé após uma visita ao país. O Rei viu um jogo de futebol ao lado do líder político Nelson Mandela, gostou da dupla e indicou a contratação. Como a palavra do Rei era lei, o Santos efetivou a contratação.

Arthur defendeu o Santos em apenas sete partidas e não marcou gols. Já Kennedy teve mais histórias para levar ao Zimbábue: foram 13 jogos e dois gols marcados. Um desses gols foi diante do rival Corinthians, em um amistoso anterior ao Brasileirão de 1995.

Joel está no Brasil desde 2011, e já defendeu Iraty, Londrina, Coritiba e Cruzeiro. Ele apareceu nos holofotes em 2014, quando marcou dois gols contra o próprio Santos na Copa do Brasil, e logo foi emprestado ao Coritiba para o segundo turno do Brasileirão. Ano passado, o Cruzeiro pagou 1 milhão de euros (R$ 3,5 milhões, na época) por 50% dos direitos econômicos - os outros 50% são do Londrina, em parceria com o empresário Juan Figer. 

Como Joel atuou apenas 24 vezes e marcou três gols no ano passado, o Cruzeiro deseja liberá-lo por uma temporada, e o Peixe tem interesse na contratação.