Modesto Roma - Santos

Modesto consegue efeito suspensivo e reduz pena de 120 para 15 dias (Foto: Ivan Storti)

LANCE!
11/08/2017
19:31
Santos (SP)

O presidente Modesto Roma Júnior, do Santos, conseguiu nesta sexta-feira um efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que diminuiu a punição pela acusação infundada de que houve interferência externa de um repórter em lance do jogo contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. A punição caiu de 120 para 15 dias, além de a multa de R$ 100 mil ter sido suspensa, até o novo julgamento do recurso.

A decisão, tomada pelo auditor Paulo César Salomão Filho, valerá até que o dirigente seja novamente julgado. A data ainda não foi definida.

Um dia depois da desclassificação da Copa do Brasil, o Santos, em nota oficial, acusou o repórter da Globo Eric Faria de avisar o quarto árbitro Flávio Rodrigues de Souza de que não houve pênalti de Réver em Bruno Henrique. O árbitro Leandro Vuaden voltou atrás na marcação após consultar o assistente. O clube, porém, não apresentou nenhuma prova disso.  No julgamento, o clube 'voltou atrás' e admitiu que não houve interferência externa no lance.