LANCE!
30/09/2017
21:48
Santos (SP)

O técnico Levir Culpi teve uma série de dores de cabeça para montar o meio de campo do Santos, que venceu o Palmeiras no Allianz Parque, neste sábado. Com Renato machucado, Vecchio seria a primeira opção, mas acabou punido pelo treinador. Leandro Donizete, que seria o suplente, também perdeu a chance e sequer foi relacionado para o clássico. A explicação do treinador veio após a partida.

- O Leandro Donizete não apareceu para treinar e não veio. Achou que era à tarde e treinamos de manhã. Por esse motivo não veio. Ele poderia vir e poderia ser utilizado. Ele foi campeão da Libertadores e da Copa do Brasil. É um jogador em esquema tático que funciona - disse o técnico, se referindo à atividade de quinta-feira, quando o camisa 30 perdeu o treino tático.


Assim que o volante chegou ao CT Rei Pelé, Levir Culpi ordenou que ele fosse para a academia e não participasse da atividade em campo.

Nesta vaga, Matheus Jesus estreou como titular e teve atuação elogiada pela comissão técnica e parte da torcida. 

- Matheus pareceu lento e sem ritmo quando chegou. Forçamos a parte física dele e estreou no jogo passado. Segurou os 90 minutos. Demonstrou qualidade técnica a ponto do Thiago, mas vamos com calma. Fez uma partida que correspondeu à altura do que fazíamos com o Thiago Maia.

- Surpreendeu de certa forma. Não esperava essas firulas. Ele demonstrou personalidade. Não brincou, nem humilhou, fez com confiança. Dizem que ele tem 20 anos, não acredito. Demostrou qualidade técnica e nos deixou feliz - acrescentou sobre Matheus.

Com a vitória, o Peixe chegou a 47 pontos e se firmou na segunda colocação. Se o líder Corinthians perder do Cruzeiro, no domingo, no Mineirão, o Santos fica a sete pontos da primeira colocação.