Léo Saueia
05/08/2016
08:10
São Paulo (SP)

Quando se trata das categorias de base, todo jogador do Santos pode ser considerado uma boa aposta. Em tempos olímpicos, em que cinco dos onze titulares da Seleção de Rogerio Micale atuam ou atuaram no Peixe, a base de um dos principais formadores de atletas do Brasil ganha ainda mais força.

Não é apenas a torcida que se enche de esperanças por um novo raio para a equipe de Dorival Júior, mas os próprios candidatos a raio acreditam e, principalmente, trabalham por uma oportunidade. Os holofotes, depois de Diego, Robinho, Neymar, Ganso, Gabigol e tantos outros, passam ao meia André Anderson, atualmente no sub-17.

O treinador dos Meninos da Vila, Aarão Alves, destacou recentemente as características de seu jogador, comparando as virtudes às de Giovanni, o Messias, personagem que simbolizou o "renascimento" do Santos durante o Brasileirão de 1995. Talvez pelas comparações ou por influência de quem o cerca, André tem o Messias como ídolo e até teve a oportunidade de tietá-lo no último domingo, quando G10 esteve na Vila Belmiro para assistir ao duelo entre Santos e Cruzeiro. Entretanto, pela pouca idade e por pouco ter assistido Giovanni, André Anderson tem à sua frente uma enorme fonte de inspiração: Gabigol.

Enquanto assiste aos treinos dos profissionais no CT Rei Pelé e sonha em estar ali, a joia alvinegra passa seus olhos e os paralisa fixamente no atual camisa 10, permitindo por vezes, de relance, uma conferida também nos movimentos de Thiago Maia. Duas joias já lapidadas na base e que disputam a Olimpíada pela Seleção. Coincidência ou não, André Anderson tem a mesma ambição.

- Me inspiro muito no Gabigol, acho ele um grande jogador. É um artilheiro, vejo muitos vídeos dele pelo faro de gol, tive a oportunidade de treinar com ele e gostei muito, principalmente por ele ter me recebido muito bem. Às vezes, quando acaba nosso treino eles (profissionais) começam a treinar e fico olhando fixamente para ele e para o Thiago. Apesar do estilo diferente do Thiago, gosto muito do estilo dele. Fico muito feliz de fazer parte desse projeto do Santos, com grandes inspirações no time de cima, vou buscar meu espaço dando meu máximo nos treinamentos e jogos - disse, ao LANCE!

Artilheiro do sub-17 do Santos no Paulistão com sete gols e autor de uma verdadeira pintura na última partida, no clássico com o Corinthians pela categoria, quando marcou após chapelar o goleiro adversário, o meia terá a oportunidade de treinar por uma semana no mesmo palco que recebeu Gabigol e Thiago Maia antes dos Jogos: a Granja Comary. André foi convocado para a Seleção Brasileira sub-18 e já mira novas conquistas na promissora carreira.

- Minha felicidade é muito grande em relação à fase que estou vivendo. Nunca pensei que passaria por esse momento de conquistas. Sei que ainda não conquistei nada, falta muito, mas minha satisfação de ver meus pais na arquibancada comemorando cada gol meu é maior que tudo. Sei que não vai ser sempre assim, mas vou fazer de tudo para que essa fase continue pelo maior tempo possível, trabalhando forte e buscando meus objetivos - ponderou.

"Berço de craques", como a própria faixa na Vila Belmiro diz, o Santos se prepara para colher uma nova safra de craques em um futuro próximo. O tempo dirá.