Saída de Geuvânio deixa vaga a camisa 11 do Santos

Saída de Geuvânio deixa vaga a 'mística' camisa 11 do Santos (FOTO: Ricardo Saibun)

Léo Saueia e Russel Dias
22/01/2016
06:55
São Paulo e Santos (SP)

Após a negociação de Neymar com o Barcelona em meados de 2013, a camisa de número 11 do Santos tornou-se mística.

De lá para cá, diversos jogadores vestiram o número com o qual Neymar fez história. Neílton, Everton Costa, Thiago Ribeiro... Nenhum caiu nas graças da torcida e se firmou como "sucessor" do craque. O último, agora de saída para o Tianjin Quanjian (CHN), foi Geuvânio.

Com 114 jogos e 24 gols marcados, o Caveirinha conquistou o apoio de grande parte da torcida santista com dribles, golaços e muita irreverência. Sua saída abre nova lacuna na mística 11. Mas os postulantes à vaga, ao contrário do que a história sugere, não são Meninos da Vila.

Contratados no início deste ano para elevar o nível das peças de reposição para o técnico Dorival Júnior, Paulinho e Joel agora estreitam a relação em busca de espaço ao lado dos indiscutíveis Gabigol e Ricardo Oliveira no ataque.

Se Neymar deixou a camisa 11 marcada por dribles, Paulinho larga à frente do camaronês.

Autor de 11 dribles durante o último Brasileirão e recordista em tentativa de dribles no Flamengo, Paulinho deve inclusive começar jogando o amistoso diante do Bahia, neste sábado, na Fonte Nova. 

Apesar de lamentar a saída de Geuvânio, o atacante não teme pela concorrência e já sonha em conquistar a vaga deixada no ataque.

- Única coisa que eu vou falar é que vou ficar focado, trabalhando, me esforçando ao máximo para conseguir um espaço na equipe - disse o postulante a 11, ao SporTV.

Mas Neymar também deixou a 11 marcada por gols. Neste quesito, Joel pode manter as esperanças.

Utilizado no jogo-treino diante do Red Bull, o camaronês fez o único gol anotado pelos titulares. Além de saber jogar como referência, é versátil e já atuou diversas vezes pela beirada do campo. Assim, também pode substituir Geuvânio.

Quem herda a 11? O tempo vai dizer.