Dorival Júnior

Quem vem? Treinador recomendou nomes, mas clube quer convencê-lo de outro perfil (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Gabriel Carneiro e Russel Dias
08/01/2016
08:36
Santos (SP)

O técnico Dorival Júnior não gostou de ter perdido Werley, mas entendeu a posição do Santos, que considerava seu salário alto. Vendo a necessidade de se reforçar, já que David Braz perderá o início do Paulistão por uma lesão, o treinador indicou quatro nomes à diretoria e não foi atendido em nenhum deles até agora.

Os defensores sugeridos foram Thiago Heleno, Vilson, Gum e Victor Ramos, mas em nenhuma das negociações o Peixe teve sucesso por enquanto. Nesta sexta-feira à tarde, Dorival terá uma reunião com a direção do clube, que tem outro desejo e projeta um perfil diferente de reforço para a temporada. Enquanto o técnico quer iniciar o ano com o elenco fechado, a cúpula do Alvinegro sustenta uma vontade antiga e de difícil concretização: a de ter um zagueiro argentino, mais barato e experiente.

Porém, como ainda não tem o aval do treinador, o presidente Modesto Roma Júnior e seus pares não têm sequer um nome, um alvo para mostrar ao técnico nesta reunião.

Como justificativa, alguns dirigentes alegam nos bastidores que a divulgação do interesse do Santos pode aumentar a pedida do jogador e, por isso, a possível contratação é tratada em sigilo. Na contramão, a comissão técnica não faz questão de uma ou outra nacionalidade e quer apenas repor uma peça perdida rapidamente.

– Não teremos o David Braz neste início de temporada e isso complica a nossa situação. Mas vamos trabalhar para termos jogadores em condições e também buscarmos a recomposição da equipe, para que tenhamos um grande ano – disse Dorival Júnior, ao site do Santos.

Thiago Heleno, o primeiro indicado pelo comandante da equipe, negociou com o clube, que se assustou com o valor pedido pelo Deportivo Maldonado (URU), detentor de seus direitos. Já Vilson havia renovado com a Chapecoense, mas aceitou uma oferta do Corinthians. Enquanto isso, Victor Ramos e Gum seguem “disponíveis” e acessíveis. Isso ao menos agora. Mas o tempo passa...

OS ZAGUEIROS NA MIRA DO SANTOS:

Naufragaram

Thiago Heleno, do Atlético-PR
Thiago Heleno, que era alvo, agora é do Furacão (Foto: Divulgação)

Primeiro foco foi em Kadu, do Atlético-PR, mas o Grêmio levou a melhor. Time gaúcho, aliás, não negociou Werley, que o Peixe quis segurar. Depois, alvo se tornou Thiago Heleno, que estava no Figueirense. Pedida de R$ 800 mil pelo reforço foi negada.

Gum

HOME - Fluminense x Palmeiras - Copa do Brasil - Gum (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/LANCE!Press)
Gum vive pré-temporada (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/LANCE!Press)

Zagueiro viajou em pré-temporada com o Fluminense, mas não está descartado pelo Peixe, que consultou todas as condições, mas não formalizou interesse. Indicação de Dorival pesa a favor, mas salário alto é obstáculo pelo jogador de 30 anos.

Victor Ramos

Victor Ramos - Palmeiras
Victor Ramos está livre para 2016 (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Ex-Palmeiras foi um nome pensado pela diretoria, que tem caminho livre pelo reforço. Victor até apagou das redes sociais comentários que provocavam o Santos nas finais da Copa do Brasil, e está liberado pelo Monterrey (México) para negociar seu destino por um ano. Salário é dentro da realidade santista.