Elano e Lucas Lima

Técnico cobrou atleta antes do afastamento (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

LANCE!
24/11/2017
12:47
Santos (SP)

O técnico Elano falou pela primeira vez após o afastamento de Lucas Lima. Segundo o treinador do Santos, a decisão da diretoria levou em consideração a indefinição do futuro do meia, que não respondeu se vai renovar com o Peixe e pode reforçar o rival Palmeiras em 2018.

- Ele não renovou contrato ainda. Se não renovou até agora, mesmo ainda podendo renovar, temos que colocar outro para ter um jogador da posição para ter alguém no ano que vem.

- Achei positivo. Tinha conversado há algum tempo. A situação vai ficando grave para o atleta. A decisão poderia ter sido tomada antes. Vejo a situação tomando uma proporção e no final sobraria para mim. Vejo com bons olhos porque é bom para o Lucas e para o Santos. O cara que vai jogar está com cabeça para jogar. Imagina como vai virar isso, se cria fofocas externamente. Vou bancar uma situação porque não posso começar minha carreira assim. A situação foi bem conduzida. O que todos esperavam que eu fizesse isso (de não afastar). Mas eu precisava ter cuidado com minha carreira - analisou.

Antes do afastamento, Elano cobrou Lucas Lima publicamente e chegou a afirmar que tiraria o camisa 10 do time caso seu rendimento fosse abaixo do esperado.

Porém, no último jogo do meia, na derrota para o Bahia por 3 a 1, Lucas teve atuação elogiada pelo próprio treinador.

- Na Bahia, ele fez um grande jogo. Disse a ele que se me prejudicasse, eu iria tirar. Falei no que ele precisava melhorar. Não posso direcionar situações de todos os problemas ao Lucas Lima. Tenho que olhar a todos com igualdade. Falei com as pessoas que trabalham com o Lucas Lima e coloquei ao presidente que tomou a decisão - finalizou.

Lucas Lima segue treinando com o elenco, mas não jogará as duas últimas rodadas do Brasileirão. Seu contrato termina no dia 31 de dezembro.