Dorival Júnior - Santos

Dorival Júnior acredita que é possível ter força máxima em dois campeonatos (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

LANCE!
22/09/2016
08:00
Santos (SP)

O Santos tem motivos de sobra para comemorar a boa fase. Com três vitórias seguidas no Brasileirão, o time é o 4ª colocado com 45 pontos, quatro a mais do que o 5º, o Corinthians. Na Copa do Brasil, a classificação sobre o Vasco, na última quarta-feira, para as quartas de final, deixaram o clima ainda mais otimista. No entanto, há decisões a serem tomadas.

Com as duas competições em andamento, o técnico Dorival Júnior não quer priorizar uma e reforçou que vai disputar com força total o mata-mata e os pontos corridos.

- É muito cedo ainda (para decidir), nem Copa, nem Brasileirão. Outro dia estávamos longe do líder do Brasileirão, agora estamos melhores no campeonato - pontuou o técnico.

A respeito do que aconteceu no ano passado, em que o Peixe jogou a Copa do Brasil com titulares até a final e entrou com reservas em alguns jogos do segundo turno do Brasileirão, como diante de Vasco e Coritiba, fora de casa, e acabou derrotado, Dorival reiterou que não mudaria sua decisão, mesmo com o Peixe tendo ficado fora da Libertadores nos dois campeonatos.

- Não muda em nada. Eu tomaria a mesma atitude que tive no ano passado. As pessoas falam sem base. Não sei para que existiria um departamento médico e de fisiologia se não fosse para ser ouvido. Pegamos uma sequência dificílima no ano passado e os jogadores não quiseram entrar em campo porque estavam cansados. Eu tinha uma decisão de Copa do Brasil pela frente. Respeito as opiniões, mas só quem está vivendo lá dentro sabe o que se passa. Se eu entrasse nas duas competições com força máxima, diriam que eu fui olho grande. Brasil é isso. Não tem saída. Treinador erra sempre - desabafou ao ser lembrado sobre 2015.

O adversário do Santos nas quartas de final da Copa do Brasil será conhecido em sorteio realizado na sexta-feira.