Léo Saueia e Russel Dias
31/05/2016
06:15
São Paulo e Santos (SP)

Após uma derrota em casa que encerrou série de 29 jogos de invencibilidade na Vila Belmiro, o Santos tem pela frente um clássico diante do Corinthians para resgatar a confiança do remendado elenco ou entrar em crise. 

Encarar o arquirrival fora de casa pode ser um divisor de águas para o Peixe. Campeão paulista com apenas uma derrota em toda a campanha, o Alvinegro já viu esse número dobrar em apenas quatro rodadas no Brasileirão. A equipe perdeu para o Atlético-MG, na estreia, e para o Inter, no último domingo. 

O choque de realidade ao qual a equipe foi submetida neste início de Nacional mostra a fragilidade do elenco, que tem ausências importantes por lesão (Ricardo Oliveira) e por convocação para a Seleção (Gabigol e Lucas Lima). As peças de reposição ainda não estão no mesmo patamar dos desfalques, e os reforços devem demorar a estrear por conta da abertura da janela de transferências internacionais, em 20 de junho.

Caso perca do Corinthians em Itaquera, onde o retrospecto é de duas derrotas, uma vitória e um empate, o Santos atingirá sua pior sequência com Dorival. Desde que o comandante assumiu, em julho de 2015, a equipe ficou no máximo por três jogos sem vencer. Na ocasião, focado na Copa do Brasil, empatou com Joinville e Flamengo e foi derrotado pelo Coritiba. 

Comissão técnica e jogadores, por enquanto, ainda não dão sinais de crise, mas já convivem com as críticas da torcida, que se manifestou contra o treinador ainda na Vila Belmiro após a derrota para o Inter.

Apesar dos desfalques e com reforços apenas para o futuro, o lateral Victor Ferraz mostra otimismo na recuperação dos pontos perdidos nesta largada de Brasileirão e faz uma promessa ao torcedor santista.

- Sabemos que precisamos melhorar e vamos melhorar. Falei no começo que vamos fazer um campeonato Brasileiro diferente e nós vamos fazer, vamos encaixar o time. Eu tenho certeza que o Dorival vai achar as peças necessárias - disse.