Modesto Roma Júnior

Segundo Modesto, Certidão é parte do processo de adesão ao Profut (Foto:Dennis Calçada)

Russel Dias
15/07/2016
20:20
Santos (SP)

Após quase quatro anos, o Santos voltou a conseguir a Certidão Negativa de Débito, documento que comprova a situação regular do clube com a Receita Federal. Isso foi possível, apesar da reprovação das contas de 2015 pelo Conselho Deliberativo, porque o Peixe aderiu ao Profut.

O documento também permite que o clube tenha incentivos fiscais do Governo Federal para esportes olímpicos e categorias de base. Além disso, possibilita que seja patrocinado por estatais, como a Caixa Econômica Federal, que tem sua marca nos uniformes de Flamengo, Vasco e Corinthians.

- O Santos requereu a CND e saiu. Positiva com efeito de negativa. Em função da adesão do clube no Profut. É um trabalho que estamos fazendo desde que foi promulgada a lei de modernização do futebol e saiu depois de todas as análises da Receita Federal. Você só recebe de estatal, se tiver CND. O contrato pouco tem a ver com isso. O problema de não ter contrato com a Caixa tem a ver com lado comercial - esclareceu o presidente do Alvinegro, Modesto Roma Júnior.

O documento foi liberado na última quinta-feira.