Léo Saueia e Russel Dias
08/03/2016
06:55
São Paulo e Santos (SP)

Em alta novamente após grande exibição no clássico contra o Corinthians e mais uma vez convocado por Dunga para defender a Seleção Brasileira, o meia Lucas Lima voltou a se manifestar acerca de um "sonho", como ele próprio define: ir jogar na Europa.

Depois de dizer não ao futebol chinês e ao Porto (POR), o maestro santista enxerga a janela de transferências do meio do ano como fundamental para concretizar a saída e o crescimento de seu futebol. De acordo com o empresário Wagner Ribeiro, o PSG (FRA) estaria interessado na sua contratação.

- A janela do meio do ano para mim vai ser essencial, por isso uma motivação a mais. Sempre deixei bem claro que quero jogar em um clube grande da Europa, esse é meu objetivo. Sei que tenho esses meses para mostrar meu valor, para depois sentar com o Santos - disse o jogador do Peixe, em entrevista ao programa "Seleção SporTV".

Contudo, é o próprio Peixe quem deve impossibilitar a saída do maestro para o Velho Continente.

Detentor de apenas 10% dos direitos econômicos do meia, o Peixe promete dificultar a negociação. Por entender que dificilmente um clube europeu pagará a multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 205 milhões), o presidente Modesto Roma Júnior não abre mão de um de seus principais jogadores e diz nos bastidores que Lucas Lima é "inegociável" pelo clube. 


Por mais que tenha direito a 20% do lucro da Doyen Sports, que detém 80% dos direitos de Lucas, em uma eventual negociação, o Peixe entende que não atingirá o valor que "merece" pelo meia.

Apesar da distância para a janela do meio do ano, o Santos já se movimenta para tentar convencer Lucas Lima a desistir do "sonho de infância" de chegar a um clube de ponta no futebol europeu e forçá-lo a cumprir seu contrato, válido até o dia 31 de dezembro de 2017.

Após lidar com a insatisfação de Ricardo Oliveira, que não conseguiu se transferir ao futebol chinês, o mandatário santista já pode se preparar para mais uma novela envolvendo negociação de jogadores.