Gabriela Brino
31/10/2017
06:00
Santos (SP)

Após perder espaço com o ex-técnico Dorival Júnior por conta da queda de rendimento no Santos, Copete se viu na mesma situação com Levir Culpi, que sacou o colombiano na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no último sábado, e foi a campo no esquema 4-4-2, com três volantes. A demissão de Levir e a entrada de Elano, que assumirá a equipe até o final do ano, é a nova esperança do atacante.

Elogiado por ser um atleta esforçado, Copete se firmou no Peixe e foi titular em 21 jogos dos 25 que atuou no Campeonato Brasileiro, mas a oscilação acabou gerando críticas de parte da torcida. O último gol do camisa 36 aconteceu em julho, contra o Flamengo, na vitória por 4 a 2, pela Copa do Brasil.

Além da escassez de gols, o jogador também decaiu nas finalizações. Copete encerrou o primeiro turno com dez finalizações certas contra 11 erradas, enquanto no returno já acumula 12 erradas contra apenas três certas.

Apesar dos números, com o interino o colombiano ganhará novo gás no Alvinegro, já que haverão mudanças no Santos. Outros que podem ganhar espaço com o novo treinador são Arthur Gomes e Vladimir Hernández, ambos utilizados por Elano na vitória contra o Botafogo (1-0) após a demissão de Dorival.

Com a ausência de Matheus Jesus e Jean Mota, suspensos, Copete disputará a vaga de terceiro atacante com Kayke e Serginho, enquanto na lateral esquerda as opções serão Ourinho e Caju, já que Zeca está em litígio com o clube.