Lucas Lima - Santos

Lucas Lima está entre os jogadores mais bem pagos do Santos (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Léo Saueia
06/03/2016
08:20
São Paulo (SP)

Se Lucas Lima tem um rival "indigesto" pelo Santos, este é o Corinthians. Com retrospecto favorável diante de São Paulo e Palmeiras, o meia não tem boas lembranças quando enfrenta o Timão.

Em seis jogos diante da equipe do Parque São Jorge, Lucas Lima venceu apenas dois. Nos outros quatro, perdeu três e empatou um.

Quando entrar em campo hoje, às 16h, na Vila Belmiro, diante do mesmo indigesto Corinthians, o meia da Seleção Brasileira tenta pelo menos igualar o número de vitórias e tirar o rótulo de "freguês" do maior rival.

E para conquistar o triunfo diante da "obediente" equipe de Tite, Lucas Lima tem a receita: aproveitar as poucas oportunidades que terão.

- Temos que fazer os gols. Criamos oportunidades, mas precisamos acertar o último passe. A equipe do Corinthians é muito obediente taticamente, linha adiantada, perfeita, defensivamente é muito difícil de ser infiltrada - analisou o camisa 20.

Agora em evidência, Lucas Lima tem sofrido dentro de campo com a marcação cada vez mais forte. Jogadores corintianos, inclusive, reclamaram da postura de Lucas em outros clássicos do ano passado.

- Não sei se irrito, mas a cada jogo me marcam mais forte. Não só eu, como todo mundo. Procuro buscar formas para sair da marcação. 

Mas a "rivalidade" com o Corinthians não fica apenas dentro de campo. No ano passado, quando convocado pela primeira vez pela Seleção Brasileira, Lucas Lima tinha a "concorrência" de Renato Augusto e Jadson pelo posto de melhor meia do país. Os ex-corintianos, inclusive, desbancaram o santista na seleção de melhores do último Brasileirão.

Com a dupla agora no futebol chinês, o caminho está livre para o maestro seguir regendo a equipe e se firmar como o principal armador.

Sincero e sem falsa modéstia, Lucas Lima agradece os comentários sobre o seu futebol e diz que ainda tem muito mais a provar no time.

- Fico feliz quando vejo comentários sobre isso, sobre ser um dos melhores meias do Brasil. Tenho muito a provar. Todos vão me cobrar por isso. Quero evoluir sempre, trabalhar forte, para eu receber ainda mais comentários, que é bacana - disse.