Zeca e Gabigol

Zeca, Gabigol e Thiago Maia se apresentam à Seleção olímpica na segunda-feira (Foto: Ivan Storti)

Russel Dias
16/07/2016
09:00
Santos (SP)

Enquanto clubes como PSG, da França, e Shakthar, da Ucrânia, não liberam jogadores para disputar a Olimpíada pela Seleção Brasileira, como foram os casos de Marquinhos e Fred, respectivamente, o Santos cedeu à CBF. Com Zeca, Thiago Maia e Gabigol convocados, o clube fez um pedido para que eles se apresentassem três dias depois da data combinada, o que foi negado.

Questionado por diversos torcedores por que não fez igual às equipes da Europa, o presidente do Peixe tentou explicar a situação.

- Pergunte para o jogador se ele quer ser liberado. A relação tem que ser construída, efetiva. Eles querem ir e temos que respeitar. É uma honra servir ao Brasil  - resumiu Modesto Roma Júnior.

O pedido em questão é para que o trio jogasse pelo Alvinegro contra o Gama, na quarta-feira, em Brasília, pela terceira fase da Copa do Brasil. Desta forma, chegariam na Granja Comary na quinta-feira.

A justificativa da CBF foi o excesso de pedidos de outros clubes brasileiros.