Ricardo Oliveira, do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Corinthians foi vítima de Ricardo Oliveira por duas vezes na Vila Belmiro em 2015 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Russel Dias
05/03/2016
07:00
Santos (SP)

Ricardo Oliveira deu entrevista pela primeira vez após a negociação com o Beijing Guoan, da China, na sexta-feira. Até então, havia dúvidas quanto ao ânimo do camisa 9 e esse foi um dos principais pontos que o atacante quis esclarecer para a torcida do Santos.

– Garanto ao torcedor santista: Não vai faltar empenho, nem vontade, com muita certeza vamos voltar para o lugar que a gente deve estar. Com trabalho, alegria e empenho. Jamais faltará vontade da minha parte – afirmou.

Neste domingo, o camisa 9 volta à Vila Belmiro pela primeira vez após quase ter saído do Peixe. O adversário é o Corinthians, time no qual Ricardo Oliveira marcou três vezes no ano passado, duas no palco do clássico, que será às 16 horas.

Desinibido, o centroavante da Seleção Brasileira não esconde o desejo de ter ido à China ganhar R$ 50 milhões em dois anos.

– Fiquei triste. Gostaria que as coisas tivessem caminhado de outra maneira? Sim. Vi uma possibilidade muito boa financeiramente, para minha família, e oportunidade extremamente boa para a instituição. Mas passou. Não posso lamentar. Não vou jamais me resguardar. Não vou deixar de correr. Nunca vou fazer corpo mole. Tenho contrato até 2017 e vamos cumprir o contrato – determina.

Contando com o apoio da torcida do Alvinegro, Ricardo Oliveira espera voltar ao caldeirão da Baixada Santista no melhor estilo: com gols sobre o maior rival.

– Estou completamente preparado. Foi um momento difícil. O que está proposta à minha frente é se doar, ajudando, me doando e fazendo gols! Resultado de um trabalho coletivo – concluiu.

Confira o bate-bola com Ricardo Oliveira:

Qual sua motivação para jogar um clássico após a negociação?


Clássico não precisa de motivação, palestra... Clássico contra um dos maiores rivais do clube, dentro de casa, a gente sabe que esses jogos são bons de jogar, não tem jeito, todos querem jogar. É um momento oportuno para conseguirmos uma vitória e tirar qualquer possibilidade de que tentam jogar situações que não existe no nosso elenco. Oportunidade única. Vamos nos empenhar para conseguir essa vitória.

Como vê o ambiente do elenco do Santos no momento?

Chamei eles para conversar a respeito do nosso foco para a temporada. Nos comprometemos a nos dedicar e fazer melhor do que estamos fazendo até agora. Existe uma irmandade.

Como espera ver a Vila Belmiro no dia do clássico?

Espero que o torcedor compareça em massa na VIla, como um só para que a gente consiga vencer esse jogo. Quando vejo aquele estádio inflamado, arrepia, mexe com a gente.