Russel Dias
25/09/2016
07:00
Santos (SP)

O Santos deixou a Ilha do Retiro, no domingo, com mais problemas do que só a derrota para o Sport no Brasileirão. Vitor Bueno foi substituído com fortes dores no músculo adutor da coxa esquerda e pode não jogar contra o Internacional, na quarta-feira, às 19h30, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro.

O que mais preocupa o técnico Dorival Júnior é a reposição para o camisa 18. Isto porque o substituto imediato do setor, Jean Mota, não pode mais jogar a Copa do Brasil, já que atuou pelo Fortaleza e, de acordo com o regulamento, está impossibilitado de defender outra equipe na competição.

Sendo assim, o treinador já começou a pensar em possibilidades de suprir a possível ausência de Vitor Bueno.

Brigam pela vaga o meia argentino Vecchio, o atacante recém-promovido da base Walterson, de 21 anos ou até mesmo Léo Cittadini, que vem atuando como volante, mas é meia de origem.

Embora Dorival goste de improvisar Cittadini na vaga de Thiago Maia, o camisa 27 já foi utilizado mais a frente sob o comando do treinador, como na derrota para o Corinthians no primeiro turno do Brasileirão.

Já o caso do jovem Walterson é um pouco mais delicado. Mesmo gostando de seu futebol, Dorival não quer queimar o garoto o escalando para iniciar um jogo importante.

Por fim, Vecchio passou a ser utilizado no decorrer dos jogos, no segundo tempo e é visto por Dorival como um jogador que atua mais centralizado ou até como segundo volante.

Vitor Bueno fará exames na segunda-feira para avaliar a gravidade das dores.