icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
14:43

O Santos decidiu aumentar o preço dos ingressos para o duelo contra o Corinthians, na última quarta-feira, em que venceu por 2 a 0 em casa, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Mesmo com a importância da partida, a Vila Belmiro teve lugares vazios e ficou longe de lotar. Com capacidade para 15 mil pessoas (5 mil são cadeiras cativas e só 10 mil entradas são comercializadas), o Estádio Urbano Caldeira teve 10.383 pagantes no clássico, público superado recentemente em duelos contra Vasco e Coritiba, por exemplo, partidas com menos relevância na teoria.

Curiosamente, com os ingressos vendidos por preços mais altos, de R$ 100 até R$ 160 (com meia entrada), o Peixe conseguiu ter sua terceira melhor renda no ano como mandante e arrecadou R$ 678.150,00 no clássico.


Torcida santista fez a festa contra o Corinthians (Foto: Ivan Storti/LANCE!PRESS)

Em 2015, essa renda só foi superada na final do Paulistão, quando o Alvinegro foi campeão estadual, diante do Palmeiras, em que recebeu R$ 1.555.280,00 por 14.662 entradas comercializadas, e contra o São Paulo, pela semifinal do Paulista, quando venceu por 2 a 1, em que as cifras chegaram a R$ 720.850,00 com 13.459 pagantes.

Atualmente, no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro da Vila Belmiro tem a 15ª pior média de público, com 9.434 torcedores, atrás de equipes como Joinville, Vasco, Coritiba e Atlético-PR.

Recentemente, o presidente santista Modesto Roma Júnior acertou a venda de três mandos para uma empresa no Brasileiro: contra São Paulo, que será em Londrina, no Paraná, e diante de Fluminense e Flamengo, ainda sem locais definidos.

O Santos decidiu aumentar o preço dos ingressos para o duelo contra o Corinthians, na última quarta-feira, em que venceu por 2 a 0 em casa, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Mesmo com a importância da partida, a Vila Belmiro teve lugares vazios e ficou longe de lotar. Com capacidade para 15 mil pessoas (5 mil são cadeiras cativas e só 10 mil entradas são comercializadas), o Estádio Urbano Caldeira teve 10.383 pagantes no clássico, público superado recentemente em duelos contra Vasco e Coritiba, por exemplo, partidas com menos relevância na teoria.

Curiosamente, com os ingressos vendidos por preços mais altos, de R$ 100 até R$ 160 (com meia entrada), o Peixe conseguiu ter sua terceira melhor renda no ano como mandante e arrecadou R$ 678.150,00 no clássico.


Torcida santista fez a festa contra o Corinthians (Foto: Ivan Storti/LANCE!PRESS)

Em 2015, essa renda só foi superada na final do Paulistão, quando o Alvinegro foi campeão estadual, diante do Palmeiras, em que recebeu R$ 1.555.280,00 por 14.662 entradas comercializadas, e contra o São Paulo, pela semifinal do Paulista, quando venceu por 2 a 1, em que as cifras chegaram a R$ 720.850,00 com 13.459 pagantes.

Atualmente, no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro da Vila Belmiro tem a 15ª pior média de público, com 9.434 torcedores, atrás de equipes como Joinville, Vasco, Coritiba e Atlético-PR.

Recentemente, o presidente santista Modesto Roma Júnior acertou a venda de três mandos para uma empresa no Brasileiro: contra São Paulo, que será em Londrina, no Paraná, e diante de Fluminense e Flamengo, ainda sem locais definidos.