Gabriel Carneiro
20/03/2016
21:59
São Paulo (SP)

O Santos jogou mal e ficou no empate por 0 a 0 com o Rio Claro, na noite deste domingo, fora de casa. Poucas coisas boas podem ser destacadas. Uma delas é a atuação eficiente do volante Thiago Maia, com bons passes e qualidade na saída de bola. Confira as notas: 

RIO CLARO

6,5
Lucas Frigieri

Defesaça em falta no segundo tempo garantiu o empate.

5,0
Luis Felipe

Até apareceu à frente, mas errou todos os cruzamentos feitos.

5,5
Léo Coelho

Boa imposição física, mas sem muita tarimba com a bola no chão.

6,5
João Gabriel

Sempre tenta se antecipar e vai bem. Saída tranquila.

5,0
Thiago Cristian

Muitos erros de passe e perdas de posse. Noite negativa.

6,0
Rodrigo Celeste

Criou boa chance no segundo tempo, com dribles e rapidez, mas não conseguiu ser eficiente.

5,5
Elsinho

Boa mobilidade, mas pouca eficiência na construção das jogadas.

5,0
Mauricio Forte

Marcou bem, mas prejudicou a equipe na saída deficiente.

6,5
Léo Costa

O mais aceso da equipe. Apesar dos erros, fez boas tentativas.

4,5
Lucas Xavier

Distraído, não segurou a bola no pé e teve dificuldades para criar.

4,5
João Paulo

Mal tocou na bola.

6,0
Romarinho

Cavou faltas, deu boa movimentação, mas não fez a diferença.


Índio

Entrou aos 41. Sem nota.


Odair Lucas

Entrou no último lance.

6,0
Sérgio Guedes

Equipe entrou para defender e cumpriu missão. Correu poucos riscos. Ponto valioso, mas pouca ousadia.

Rio Claro x Santos
Lucas Lima tenta armar jogada (Foto: CELIO MESSIAS/Lancepress!)

SANTOS

6,0
Vanderlei

Apesar de não ter sofrido gol, mostrou insegurança em certos momentos, na saída e espalmando. Foi razoável.

6,0
Alison

Essencialmente marcador, não deixou brechas improvisado na lateral. Na apoio teve dificuldade, mas não atrapalhou.

6,5
Lucas Veríssimo

Boas antecipações ao ataque rival e parceria afinada com Alison, tanto que o Rio Claro nada fez pela direita. Bom jogo.

5,5
Gustavo Henrique

Dificuldade além do esperado na saída de bola. Errou um elevado número de passes, mas foi eficiente pelo alto.

5,5
Zeca

Errou as três tentativas de cruzamento, mas não sofreu defensivamente. No fim, já pela direita, errou quase tudo.

7,0
Thiago Maia

Acima da média dos companheiros. Poucos erros de passe, tranquilidade na saída e eficiência na hora de fazer desarme.

5,5
Renato

Tranquilidade e eficiência nas transições ofensivas, mas apareceu pouco para ajudar na construção. Não era a noite.

6,0
Lucas Lima

Com o ataque pouco produtivo e sem a possibilidade da tabela, atuação foi atrapalhada. Arriscou bons lançamentos.

6,0
Serginho

Firme nas divididas pelo alto, e por isso saiu no primeiro tempo com um corte na pálpebra. Excessivamente discreto.

5,0
Gabigol

Número alto de perdas de bola, o que atrapalhou a evolução do jogo do Santos. Tentativas de drible não deram resultado.

5,0
Ricardo Oliveira

Quase marcou em cobrança de falta, mas pouco contribuiu com bola rolando. Sumido entre os marcadores, nada fez.

6,5
Paulinho

Sequência de dribles no segundo tempo quase resultou em gol. Na construção ofensiva, foi o melhor homem do Santos.

6,0
Neto Berola

Cavou falta que rendeu a melhor oportunidade do Santos no jogo, mas fora isso não conseguiu dar sequência às jogadas.

6,0
Caju

Tentou cruzamentos, atirou-SE ao ataque, mas não conseguiu ser eficiente para fazer a diferença. Não comprometeu atrás.

6,0
Dorival Júnior

Apostou somente na correria em suas alterações, o que não ajudou o Santos a criar. Jornada sem inspiração fora de casa.