Léo Saueia
28/05/2016
08:00
São Paulo (SP)

Não são apenas os desfalques para a Seleção Brasileira que preocupam o Santos para a sequência do Campeonato Brasileiro. Com falhas frequentes nos últimos jogos, a zaga fez o técnico Dorival Júnior ligar o sinal de alerta.

A expulsão de Gustavo Henrique diante do Figueirense, quando o Peixe ainda vencia por 2 a 1, fora de casa, foi determinante para sofrer o empate nos acréscimos.

Apesar de Gustavo ter sido defendido veementemente pelos companheiros de equipe, o próprio defensor sabe que corre o risco de ser barrado da equipe titular.

No treino desta sexta-feira, o primeiro após o empate com o Figueira, o técnico Dorival Júnior optou por testar Lucas Veríssimo entre os titulares, com Luiz Felipe como opção.

Entretanto, o treino na manhã deste sábado será determinante para a escalação diante do Inter, domingo, na Vila Belmiro, pela quarta rodada. Contra o Figueira, Dorival optou por escalar Luiz Felipe após a expulsão de Gustavo Henrique, já que Lucas Veríssimo nem no banco estava. 

Em entrevista coletiva, Luiz Felipe fez questão de não criticar o companheiro. Um dos postulantes à vaga de Gustavo Henrique, entretanto, vê a marcação como uma obrigação geral entre todos que estão em campo.

– Não vejo como uma queda de rendimento da zaga. Aconteceram algumas falhas, mas não só da defesa. Nossa marcação começa la na frente. Se não ajudarem, estoura em alguém. Não vejo como queda de rendimento. A partir do momento que entra em campo está sujeito a falhas. São dois caras que se dedicam muito. Quando eu entrar, vejo como uma oportunidade pra entrar e dar o melhor – disse o beque.

Para evitar que mais um problema apareça no desfalcado Santos, o técnico Dorival Júnior pode optar por mudar de vez a zaga. Correndo por fora, Luiz Felipe vê a vaga aberta e e se diz pronto para ajudar a clarear o horizonte da defesa.

– Pode ser que sim (vaga aberta). Acho que venho trabalhando pra isso. Pra assumir uma baga. Mas o Gustavo trabalha muito, tem muita credibilidade. Nossa disputa é sadia. Estou buscando um espaço – explicou o defensor, ex-Paraná.