Joinville x Santos (Foto: CARLOS JR/FUTURA PRESS)

De longe, Dorival vê a 'briga' em SC (Foto: Carlos Júnior/FuturaPress)

LANCE!
08/11/2015
20:56
Joinville (SC)

Durante a semana, o técnico Dorival Júnior já havia mencionado em suas entrevistas coletivas que esperava dificuldades na partida contra o Joinville, principalmente por causa do gramado do estádio do clube catarinense, castigado pelas fortes chuvas da região já há 40 dias. Após a partida, definido o empate sem gols entre Santos e JEC, o treinador alvinegro voltou a relatar o problema, mas preferiu celebrar o ponto conquistado e a vaga mantida no G4.

- Ganhamos um ponto porque não houve jogo, essa é a grande verdade. Hoje foi um jogo disputado, brigado, mas que na verdade não foi jogo, foi uma briga constante pela bola durante os 90 minutos. E mesmo assim a equipe se comportou bem, foi valente, brigou, e fez por merecer esse ponto que será importante na finalização da competição - afirmou Dorival Júnior, que ainda completou a resposta com sua análise do confronto da 34ª rodada do Brasileirão.

- O Joinville estava mais adaptado em razão dos últimos jogos terem sido em campos pesados, mas ainda assim o gramado prejudicou demais a qualidade do espetáculo. Não tivemos a partida à altura daquilo que gostaríamos, nem Santos e nem Joinville ficaram satisfeitos. No fim de tudo isso o resultado de empate foi importante. Teria sido importante vencer hoje (domingo), mas futebol pouco aconteceu e não houve razão para outro resultado - afirmou o treinador santista.

O alívio do ponto somado em Santa Catarina foi que São Paulo e Palmeiras, dois concorrentes diretos pelo quarto lugar do Brasileirão, também foram derrotados neste domingo, por Cruzeiro e Vasco. Agora, o Peixe mantém o G4 com 54 pontos, seis a menos que o Grêmio, que está em terceiro, e apenas um a mais que Internacional e São Paulo, seus perseguidores mais diretos. Além da dupla, Ponte Preta e Sport também estão na cola com menos de três pontos de diferença.

O elenco do Santos passa a noite em Joinville e retorna à Baixada na tarde desta segunda-feira. O próximo jogo será apenas no dia 19, contra o Flamengo. Neste intervalo sem jogos, o treinador não contará com Lucas Lima, Ricardo Oliveira, Gabigol e Zeca, a serviço da Seleção Brasileira.