Leandro Damião - Santos

Leandro Damião atuou pelo Santos apenas no ano de 2014 (Foto: Ricardo Saibun / Santos FC)

Léo Saueia
29/01/2016
17:21
São Paulo (SP)

Em mediação realizada no Tribunal Superior do Trabalho na tarde desta sexta-feira, o vice-presidente do tribunal, ministro Ives Granda Martins Filho, definiu que o atacante Leandro Damião está liberado para acertar com o Real Betis (ESP). O contrato, aliás, deve ser assinado entre esta sexta e a próxima segunda-feira. Santos e o estafe do atleta entraram em acordo e o clube fica com uma porcentagem de uma futura venda do atacante, caso ela aconteça nos próximos 18 meses.

A porcentagem, porém, ainda é motivo de dúvida. Inicialmente, como está apenas pagando os salários de Damião, o Betis aceitaria ficar com apenas 10% de uma negociação, enquanto o Peixe ficaria com os outros 90%. Entretanto, as partes ainda estudam se a legislação espanhola permite esta manobra.

Além disso, para se livrar do processo trabalhista com o atleta por falta de pagamento de salários, 13º e FGTS, o Alvinegro fica responsável e se compromete a realizar o pagamento de R$ 4,5 milhões em 40 parcelas.  O Peixe comemorou esta parte do acordo, já que as dívidas poderiam chegar à casa dos R$ 20 milhões.

- Foi excelente. Em um acordo, você tem que ceder um pouco, mas não houve vencido ou vencedores. De uma maneira geral foi excelente – disse o advogado do Santos, Mauricio Corrêa, ao LANCE!.

Leandro Damião foi contratado pelo Santos em dezembro de 2013 por R$ 42 milhões, com ajuda da Doyen Sports. Entretanto, sabendo das dificuldades financeiras que o Peixe enfrentava, o fundo maltês colocou uma cláusula no contrato exigindo multa de R$ 75 milhões caso Damião rescindisse seu contrato por falta de pagamento de salários.