Joias do Santos foram à Seleção Brasileira recentemente

Joias do Santos foram à Seleção Brasileira recentemente (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Léo Saueia e Russel Dias
12/04/2016
06:00
Santos (SP)

O Santos sonha em fazer contratações, mas a cada dia que passa a janela de transferências para a Europa se aproxima. Com esta, que abre no início de julho, vem também um pesadelo para o torcedor: o assédio aos principais nomes do elenco.

Restando três meses para o início do período de transações, as especulações já começaram. Lucas Lima, Zeca, Gabigol e Thiago Maia são os principais alvos da Europa.

Na semana passada, o empresário Wagner Ribeiro, que representa Gabigol e é parceiro do pai de Neymar, que negocia para representar também Lucas Lima, esteve na Vila Belmiro para tratar diretamente com o presidente Modesto Roma Júnior sobre a janela de transferências. O empresário buscava ouvir as condições do Santos para abrir conversas com interessados.

– Eu tenho contrato com o Lucas Lima até o fim de 2017. A conversa com o Wagner Ribeiro na semana passada foi muito boa, ele está perfeitamente consciente que o Lucas tem contrato até o fim de 2017. Sobre vender o Gabriel: é uma possibilidade, mas não recebi nenhuma proposta ainda – disse o presidente santista na manhã de segunda-feira.

Na próxima semana, representantes da Fiorentina (ITA) virão ao Brasil para se reunirem com empresários de Gabigol e Thiago Maia e formalizar o interesse na contratação da dupla.

Reforçando que não quer perder ninguém, o Peixe coloca uma multa rescisória de 50 milhões de euros, em uma tentativa de proteger suas revelações do assédio da Europa.

A possibilidade de perder Ricardo Oliveira também não é pequena. No entanto, o camisa 9 atrai o mercado chinês. Desde que sua negociação com o Beijing Guoan, no início do ano, falhou, seus empresários deixaram claro que no meio de 2016 retomariam as conversas.

Até julho, muitas novelas acontecerão e o medo de perder as principais peças do time vai assombrar Dorival Júnior e o torcedor santista, que só quer sonhar em paz.

A SITUAÇÃO DE CADA UM

Thiago Maia

No ano passado, renovou contrato até 30 de junho de 2019. No novo vínculo, Santos ficou com 100% de seus direitos, mas se comprometeu a repassar cerca de 40% ao próprio jogador em uma negociação.


Gabigol

Com contrato até setembro de 2019, tem 40% de seus direitos econômicos presos ao Santos. A Doyen Sports tem 20% e o próprio jogador tem outros 40%. Em acordo, o Barcelona (ESP) tem preferência em sua contratação e deve ser notificado se o Santos quiser vendê-lo.


Lucas Lima

Contrato termina no dia 31 de dezembro de 2017. Santos não quer vender pois só tem 10% de seus direitos. Doyen Sports tem 80% e a empresa Khoddor Soccer tem outros 10%. Já recusou Napoli (ITA), Porto (POR) e China Hebei Fortune.


Ricardo Oliveira

Também tem vínculo até o fim de 2017. Seus direitos são integralmente do Peixe. Clube recusou oferta de 4 milhões de euros do Beijing Guoan, que deve fazer nova investida no meio do ano. Camisa 9 havia aceitado oferta da China no início do ano.