Russel Dias
22/09/2016
18:10
Santos (SP)

O Santos teria uma semana para treinar entre os jogos contra Fluminense, na Vila, e São Paulo, no Pacaembu, pelo Brasileirão. No entanto, terá que jogar com seus titulares o amistoso comemorativo com o Benfica, no dia 8 de outubro, na Vila Belmiro.

O acordo firmado entre o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, e o da equipe portuguesa, Luís Filipe Vieira, em Lisboa, determina que as duas equipes utilizem seus principais atletas no jogo que marca os cem anos da Vila Belmiro e também homenageará o ex-lateral-esquerdo Léo, que atuou nos dois times.

No Peixe, só Lucas Lima será baixa, pois estará servindo à Seleção Brasileira nas Eliminatórias. Já no Benfica, até 13 jogadores podem ficar fora.

O volante Fejsa é convocado para a seleção da Sérvia constantemente, assim como Celis, da Colômbia, e Mitroglou, na Grécia. O meia Pizzi também tem chances na seleção portuguesa, que fará a convocação na semana que vem, assim como Lindelof, titular da Suécia. Grimaldo e Gonçalo Guedes frequentam as seleções sub-21 de Espanha e Portugal, respectivamente, e são titulares do Benfica.

Além das seleções, Jardel, Samaris, Danilo, Rafa, Jonas e Jiménez tratam lesões e não têm confirmação de que estarão aptos a jogar em duas semanas. 

O Santos escolheu o Benfica para comemorar o centenário da Vila Belmiro pelo fato de o clube português ter sido o adversário do Peixe em 1962, quando conquistou seu primeiro Mundial.

Léo, que é ídolo de Santos e Benfica, será a única exceção na partida e deve atuar alguns minutos pelas duas equipes para fazer uma espécie de despedida, o que não aconteceu em 2014, ao se aposentar.