Léo Saueia e Russel Dias
08/12/2016
07:05
São Paulo e Santos (SP)

Determinado a reforçar o elenco para a disputa da Libertadores do ano que vem, o Santos tem buscado opções no mercado para atender aos desejos do técnico Dorival Júnior e que, ao mesmo tempo, se encaixem no teto salarial do clube. O mais novo alvo é Marcos Guilherme, do Atlético-PR.

O meia também é sonho antigo do treinador, tanto que o Peixe tentou sua contratação ainda durante esta temporada, mas sem sucesso. Agora, a diretoria alvinegra tem um trunfo para convencer o Furacão a liberar o jogador de 21 anos, que tem passagem pelas categorias de base da Seleção.


De volta de empréstimo após uma temporada no Atlético-MG, com passagem no último semestre pelo Bahia, onde disputou a Série B, o atacante Thiago Ribeiro pode ser envolvido na negociação como moeda de troca. O problema está no salário do jogador: R$ 300 mil mensais

O Santos entende que dificilmente o Atlético-PR terá condições de pagar integralmente o salário de Thiago Ribeiro, que é pouco mais que o dobro do que recebe Marcos Guilherme. Por isso, o Peixe vai propor arcar com parte dos vencimentos de Thiago e com 100% do que receberá o meia na Vila.

Além da questão financeira, também joga contra o fato de o atacante vinculado ao Santos até dezembro de 2017 pouco ter atuado pelo Bahia. Com mau desempenho e fortes críticas da torcida, Thiago Ribeiro chegou inclusive a treinar separadamente dos demais companheiros do clube.

Mesmo assim, o Furacão se dispõe a ter o atacante de 31 anos, que também agrada à comissão técnica do clube, encabeçada pelo técnico Paulo Autuori. Resta agora aguardar o contato definitivo entre as partes envolvidas.