LANCE!
20/08/2016
07:00
São Paulo

Usain Bolt conquistou na noite de sexta-feira o que ele alega ser seu último ouro olímpico. No revezamento 4x100 m, se tornou tricampeão em três provas, sendo ouro nos 100 m, 200 m e 4x100 m em 2008, 2012 e 2016. A despedida perfeita para o maior e mais veloz corredor de todos os tempos.

O que resta para se contar sobre as participações olímpicas de Bolt? Existem histórias além dos ouros? Existem. Abaixo, o LANCE! separou nove curiosidades sobre as campanhas olímpicas que renderam nove ouros ao raio:

Correu menos de 8 minutos olímpicos
​Bolt corre as provas mais curtas do atletismo. Assim, o tempo que passa realmente disputando provas é muito baixo. Somando suas quatro participações olímpicas (ele disputou as eliminatórias dos 200 m em 2004), ele não correu nem sete minutos. Como não há medição exata dos tempos feitos no revezamento, já que não é feita a largada do modo tradicional e há passagem de bastão, não é possível afirmar exatamente o tempo - mas, se somados aos seus tempos individuais as marcas completas dos revezamentos, Bolt participou de provas que, somadas, demoraram 7 min 33s para terminar.

2004, a estreia
Em Atenas-2004, Bolt chegou à Grécia com 17 anos e o segundo melhor tempo da temporada nos 200 m: 19s93. Mas, tendo sofrido uma distensão na parte posterior de sua coxa pouco antes dos Jogos, correu mal: fez 21s05 em sua eliminatória e foi eliminado.  É sua única derrota em Olimpíadas.

Derrota em bateria
​Ou quase isso. Na verdade, Bolt só não atravessou a linha de chegada na frente em Olimpíadas naquela prova em 2004 e também em uma eliminatória em Pequim-2008.  Na quinta bateria da primeira fase dos 200 m, terminou em 2°, atrás de Rondel Sorrillo, de Trinidad e Tobago. Sorrillo acabaria eliminada na fase seguinte, enquanto Bolt seguiu para o ouro com recorde mundial.

Três recordes mundiais
Dos nove ouros, quatro foram conquistados com recordes mundiais batidos por Bolt. Em Pequim-2008, fez a melhor marca do mundo nos 100 m (9s69), 200 m (19s30) e no revezamento 4x100 m (37s10). Em 2012, o último recorde em Jogos: 36s84 com o revezamento jamaicano.

De equipe, mas nem tanto
​Bolt é o líder do time jamaicano no revezamento, mas nunca correu uma bateria eliminatória da prova - sempre apareceu só para a final. Além disso, em 2008 não fechou a prova, dando a honra para Asafa Powell.

Nuggets
O recorde mundial dos 100 m que Bolt bateu em 2008 teve "combustível" curioso. Ele revelou em biografia que a única alimentação que teve no dia da decisão foram nuggets de frango. Com uma soneca no meio. Além disso, fez a marca corrrendo com os cadarços desamarrados.

200 m, não à toa sua prova preferida
Usain Bolt já declarou diversas vezes que os 200 m são sua prova preferida. E em 2012, quando conquistou o bicampeonato, se tornou o primeiro na história a ser bi na prova.

Tricampeão de tudo
No Rio de Janeiro, ele se tornou o primeiro tri dos 100 m, tri dos 200 m e tri do revezamento 4x100 m. Nenhum outro membro das equipes jamaicanas que venceram os revezamentos esteve presentes nos três ouros - só Bolt.

O ouro com "falha"
As aspas deixam claro que é apenas uma figura de linguagem. Mas o fato é que o último ouro individual de Bolt em Jogos Olímpicos veio na única vez que ele não melhorou o tempo conquistado em sua prova anterior. Em todos os títulos nos 100 m, ele melhorou a marca das eliminatórias para a final. Nos anteriores dos 200 m, também. Mas, no Rio, ele fez o mesmo tempo da semifinal na decisão: 19s78. Não por acaso, a final de 2016 foi a única sob chuva.