Competição de tiro com arco começou nesta sexta-feira (Foto: Jewel Samad/AFP)

Competição de tiro com arco começou nesta sexta-feira (Foto: Jewel Samad/AFP)

Igor Siqueira
05/08/2016
12:02
Rio de Janeiro (RJ)

Nem teve cerimônia de abertura ainda, mas já tem história sendo escrita nos Jogos Olímpicos Rio-2016. O protagonista é o sul-coreano Kim Woojin, que quebrou o recorde mundial na classificatória masculina do tiro com arco, na manhã desta sexta-feira.

O Woojin marcou 700 pontos, de 720 possíveis, e quebrou a marca anterior que era do compatriota Im Dong Hyun, que fez 699 pontos. Isso mesmo, um ponto de diferença. Com esse desempenho, a Coreia do Sul foi a primeira colocada entre as equipes.

O classificatório serve para definir os cruzamentos na fase "mata-mata" da disputa. Marcus Vinícius D'Almeida, Bernardo Oliveira e Daniel Xavier defenderam o Brasil, que, por equipes, ficou em 11º e vai enfrentar a China.

Individualmente, Marcus Vinícius, de 18 anos, foi o melhor colocado (34º) e vai enfrentar o americano Jake Kaminski. Bernardo, que no segundo round chegou a ficar em terceiro, acabou em 45º. Já Daniel, que também esteve em Londres-2012, terminou em 53º.

- O início foi positivo, encaixei bem o tiro. Mas no classificatório o importante é ter sentido o tiro melhor para amanhã - disse Bernardo.

O detalhe é que os brasileiros competiram no mesmo alvo que os coreanos. Daniel foi quem estava ao lado do recordista mundial.

- Eu estava pensando na minha prova, mas deu para ver que ele atirou muito bem, foi um limiar muito próximo, batido por um ponto. Ele estava muito nervoso, mas é um ótimo arqueiro - disse Daniel.

Marcus Vinícius preferiu não destacar o fato de ter sido o melhor entre os brasileiros.

- Não focamos quem é o melhor entre a gente. Time é time. Minha primeira parte não foi boa, a segunda já foi na média. Jogos Olímpicos normalmente tem quebra de recorde, isso incentiva a gente a treinar e cada vez está melhor - afirmou.