Fabiana Murer celebra recorde sul-americano no Troféu Brasil (Foto: Agência Luz/BM&FBOVESPA)

Fabiana Murer se poupou de etapa em Londres para não agravar dores nas costas (Foto: BM&F Bovespa)

LANCE!
23/07/2016
14:57
Rio de Janeiro (RJ)

Maior esperança de medalha do atletismo brasileiro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que acontecem em agosto, Fabiana Murer desistiu de disputar a etapa de Londres da Liga Diamante, neste sábado. Durante o aquecimento, a atleta do salto com vara reclamou de dores nas costas e no pescoço, e preferiu se poupar.

– Não senti muita confiança para saltar. Preferi me poupar para não perder mais tempo de treino. Acho que não é grave. Foi só um torcicolo. Mas não me dava muita confiança para saltar. Desisti somente para me poupar para a Olimpíada – disse Murer, em entrevista à Bandsports.

Aos 35 anos, Fabiana irá retornar ao Brasil para terminar sua preparação para a Olimpíada. A última competição dela foi a etapa de  Mônaco, na semana passada, quando faturou o bronze, com um salto de 4,65m.

A vencedora da prova em Londres foi a grega Ekaterini Stefanidi, segunda do ranking. Ela saltou 4,80m. A prata ficou com a atual campeã mundial, a cubana Yarisley Silva (4,72m). Eliza McCartney, da Nova Zelândia, levou o bronze, com 4,62m.

As brasileiras Ana Claudia Lemos e Rosângela Santos ficara fora da final dos 100 metros rasos. Rosangela teve o melhor tempo ao percorrer a distância em 11s24, o que lhe garantiu a sexta colocação. Já Ana Claudia ficou na sétima colocação, após cravar 11s27.

A vencedora da etapa foi a jamaicana Shelly-Ann Fraser, que correu a distância em 11s03, seguida pela compatriota Christania Williams (11s05). A terceira colocação ficou com a britânica Desiree Henry, com 11s08.

A melhor marca da prova foi da americana Morolake Akinosun, que competiu na etapa B, e completou em 10s95. A jamaicana Simone Facey terminou na segunda colocação, com 11s. Carina Horn, da África do Sul, foi a terceira melhor, com 11.07s.