Sarah Menezes e Expedito Falcão

Sarah Menezes posa ao lado do técnico pessoal Expedido Falcão, parceiro de longa data (Foto: Reprodução/Facebook)

Jonas Moura
29/07/2016
12:00
Rio de Janeiro (RJ)

Descobridor da campeã olímpica Sarah Menezes, o técnico Expedito Falcão, de 45 anos, tirou do bolso cerca de R$ 5 mil para garantir presença nos Jogos Rio-2016, em agosto, e acompanhar de perto tanto a piauiense quanto os demais judocas do país. Isso porque os treinadores pessoais não têm direito a credenciais, como os comandantes do time brasileiro.

– Comprei os ingressos. Fiz um planejamento para ver todos os brasileiros. É uma Olimpíada na nossa casa. Vale o esforço. Serei um torcedor de luxo na arquibancada, por ela e pelos outros – disse o técnico, que mora em Teresina.

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) levou todos os treinadores pessoais às viagens ao exterior para auxiliar na preparação da equipe brasileira no primeiro semestre.

Nesta semana, ele visitou Sarah em Mangaratiba (RJ), onde o time se concentra até os Jogos. Agora, só volta no dia 5.

– Quando ela se mudou para o Rio, mantivemos contato diário. Eu a visitava todo mês – falou Falcão.