Fellipe Lucena
17/08/2016
19:42
São Paulo (SP)

Com a classificação para enfrentar o Brasil na final olímpica, o técnico da seleção da Alemanha, obviamente, foi questionado sobre os 7 a 1 em sua entrevista coletiva. Como já havia feito no dia anterior à vitória por 2 a 0 sobre a Nigéria, na semifinal, ele salientou que a equipe que está disputando a Rio-2016 é totalmente diferente daquela.

- Meu time nada tem a ver com os 7 a 1. Estamos falando de jogadores jovens, que terão uma oportunidade única de jogar no Maracanã. Temos que desfrutar disso - declarou Horst Hrubesch, na sala de imprensa da Arena Corinthians.

- Jogar essa decisão é um sonho tornado realidade, o que esse time tem feito é incrível, fabuloso, considerando as dificuldades que enfrentamos. O que é mais bonito do que jogar uma final, no Maracanã e contra o Brasil? O que mais eu posso querer? - acrescentou.

Hrubesch não concentra suas preocupações em Neymar, Gabriel Jesus, Luan ou Gabigol. Para ele, a Alemanha tem de se preocupar com todos os atletas brasileiros, inclusive os reservas, mas ao mesmo tempo impor suas próprias qualidades sem abrir mão do jogo ofensivo.

- Você nunca joga somente contra um jogador. Você joga contra um time. O Brasil tem muita qualidade, os titulares e os reservas. O que falo aos atletas é para que nos concentremos na nossa própria força. Vamos jogar de forma ofensiva, sempre fazemos isso. É nosso estilo e não vamos jogar de outra forma - completou.

A disputa do ouro será às 17h30 de sábado, no Maracanã. Nigéria e Honduras disputam o bronze no Mineirão, também no sábado, às 13h.