Lucas Pastore
11/08/2016
17:09
Rio de Janeiro (RJ)

A Seleção Brasileira masculina de basquete conseguiu ficar a somente três pontos do empate depois de chegar a estar perdendo por 14, mas acabou derrotada para a Croácia por 80 a 76, nesta quinta-feira, na Arena Carioca 1. De acordo com Aleksandar Petrovic, treinador dos europeus, as chaves para a vitória foram a estratégia utilizada para limitar Marcelinho Huertas e a coragem de sua equipe, especialmente do cestinha Bojan Bogdanovic.

Durante todo o jogo, o ala foi responsável por desafogar a Croácia em momentos complicados e terminou com 33 pontos. Segundo Petrovic, prova da coragem do time, que segurou um anfitrião assim como havia feito com a Itália no Pré-Olímpico Mundial.

- Nosso time tem colhões, e Bogdanovic também - disparou, na zona mista.

A Croácia vinha de derrota para a Argentina. De acordo com o treinador, a estratégia utilizada para brecar o ataque brasileiro nesta quinta não seria bem sucedido contra os hermanos por conta de Luis Scola e sua habilidade.

- Scola dá à Argentina uma grande possibilidade de leituras no pick-and-roll. Hoje, conseguimos fazer com que Marcelinho Huertas não infiltrasse muito depois do pick-and-roll - declarou.

As opiniões dos brasileiros reforçam as teses de Petrovic. Para Huertas, faltou tranquilidade para a Seleção nos momentos em que a equipe conseguiu encostar.

- Contra a Argentina, saber controlar as emoções será fundamental. Hoje faltou isso para a gente, especialmente quando conseguimos encostar - opinou.

Técnico da Seleção Brasileira, Rubén Magnano, por sua vez, admitiu que tem visto o espaçamento de sua equipe como um problema.

- Não tenho certeza, mas acho que os jogadores da NBA estão sentindo a falta de espaço. Você não consegue tirar o chip da NBA e inserir o da Fiba - disse o treinador.