Robert Scheidt, velejador brasileiro (Foto: WILLIAM WEST / AFP)

Robert Scheidt, velejador brasileiro, compete na classe Laser (Foto: WILLIAM WEST / AFP)

Igor Siqueira
08/08/2016
17:29
Rio de Janeiro (RJ)

A Baía de Guanabara recebeu nesta segunda-feira o primeiro dia de regatas oficiais pela Rio-2016. Os brasileiros tiveram uma jornada regular, em geral, com Robert Scheidt, na classe Laser, sendo o único a ter vencido regatas.

Mas o dia, que teve ventos fortes na maior parte do percurso, não foi perfeito para Scheidt. A vitória só veio na segunda regata dele no dia. Na primeira, um 23º lugar que desagradou o velejador bicampeão olímpico, que terminou o dia na sétima colocação geral.


- Eu gostaria de ter tido duas regatas entre os dez primeiros, a primeira foi um pouco fora da média. Mas o importante foi que reagi para a segunda. Tem oito regatas antes da medal race. A segunda regata eu consegui largar melhor. O ponto principal foi esse, ficar perto dos principais adversários, jogar o jogo passo a passo, ter uma primeira vantagem na primeira boia e dali para frente conseguir dominar a prova - disse Scheidt.


Outro brasileiro que competiu nesta segunda foi Ricardo Winicki, o Bimba. Ele ficou em sexto na primeira regata, nono na segunda e sétimo na terceira da classe RS:X, ficando em 7º na classificação geral.

Ainda na RS:X, mas entre as mulheres, Patrícia Freitas ficou em sexto na primeira regata, foi a oitava na segunda e quarta na terceira. No geral, ela aparece em sexto lugar.

Por fim, na Laser Radial, Fernanda Decnop terminou a primeira regata em 14º. Ela foi punida na segunda por bater em outro barco e acabou perdendo posições - ficou em 20º. Na classificação geral, Fernanda aparece em 15º.

As medalhas nas classes RS:X masculino e feminino só saem dia 14. No Laser, a programação é dia 15.