(Foto: AFP)

Russa Yevgeniya Kolodko perdeu medalha conquistada em Londres 2012 por doping (Foto: AFP)

RADAR/LANCE!
21/08/2016
10:04
Rio de Janeiro (RJ)

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, em comunicado neste sábado (20), que a atleta russa Yevgeniya Kolodko foi pega no doping quatro anos depois e vai perder a medalha de ouro conquistada no lançamento de peso dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Na reanálise das amostras coletadas naquela Olimpíada, ficou constatado o uso dos esteroides turinabol e ipamorelin.

O caso de Kolodko é apenas um dos 1.243 casos de reanálise de amostras coletadas durante os Jogos de Pequim 2008 e Londres 2012. Em julho, o COI informou que usaria métodos mais modernos e precisos para determinar se atletas teriam passado incólumes pelos exames antidoping daquelas competições mesmo tendo feito uso de substâncias proibidas.

O curioso é que a russa já havia herdado o ouro após um caso de doping. A bielorrussa Nadzeya Astapchuk, inicialmente campeã da prova, foi flagrada ainda durante as Olimpíadas de Londres. Com a punição a Kolodko, quem fica com a láurea é a neozelandesa Valerie Adams.

Yevgeniya Kolodko é mais um caso de atleta russa a perder uma medalha de Olimpíadas passadas. Nas últimas semanas, o COI já anunciara o doping de três competidores do atletismo em Pequim 2008. Entre eles, a velocista Yulia Chermoshanskaya. Ela também foi pega por uso de turinabol.  Originalmente campeã do revezamento 4x100m daqueles Jogos, a equipe russa acabou sendo desclassificada o que beneficiou o Brasil, que havia ficado em quarto na prova e acabou herdando o bronze.