Ministro do Esporte, George Hilton (Foto: Divulgação)

George Hilton não será mais ministro do Esporte (Foto: Divulgação)

LANCE!
16/03/2016
19:39
Rio de Janeiro (RJ)

O Ministério do Esporte está prestes a mudar de mãos a 142 dias do início dos Jogos Olímpicos Rio-2016. Tudo porque, em meio à crise política, o PRB anunciou nesta quarta-feira a saída da base do governo Dilma Rousseff, colocando a pasta à disposição da presidente.

Assim, a tendência é que seja oficializada a saída de George Hilton do Ministério, como consequência ao rompimento da aliança partidária. Ou seja, toda equipe deve ser alterada – como os secretários de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser e de futebol, Rogério Hamam –, já que também é indicação do PRB.

Segundo o LANCE! apurou, Hilton, que cumpriu agenda no Rio nesta quarta, vai esperar falar com a presidente Dilma antes de qualquer decisão oficial sobre a mudança de cargo. Mas o Planalto já tem um favorito para assumir o posto que está na iminência de ficar vago: Edinho Silva, até o momento da Secretaria de Comunicação do governo.

Hilton assumiu o Ministério em dezembro de 2014, substituindo Aldo Rebelo. Deputado federal por Minas Gerais, ele chegou a ser questionado por não ter no currículo o envolvimento com o esporte, mas recebeu a missão de conduzir os trabalhos visando aos Jogos Olímpicos.

A saída do PRB da base do governo se deu depois de um artigo do presidente do partido, Marcos Pereira, no qual ele pedia o impeachment da presidente Dilma. Hilton chegou a divulgar uma nota informando que não concordava com o conteúdo do texto, publicado na Folha de S. Paulo. Mas a ordem agora é entregar os cargos no governo.