LANCE!
19/08/2016
07:05
São Paulo

Assim como antes da Copa do Mundo, a imprensa, os torcedores e até quem não gosta de esportes alegavam que as chances dos Jogos do Rio serem um desastre eram altas. Faltando poucos dias para o final das competições, já foi provado o contrário.

Mas, em meio às disputas emocionantes, às glórias e aos choros de alegria e dor, muitas polêmicas também fazem parte da maneira pela qual a Olimpíada do Rio-2016 será lembrada no futuro.

A mais famosa até o momento é a mentira de Ryan Lochte e outros três nadadores americanos, que alegaram sofrer assalto no Rio. Lavillenie foi vaiado e a torcida brasileira foi criticada pela imprensa internacional. Nos palcos esportivos, o francês Lavillenie foi vaiado e a torcida brasileira foi criticada pela imprensa internacional. Iniciadas no mundo virtual, as ameaças contra Joanna Maranhão foram para o mundo real quando a nadadora denunciou os agressores à Justiça.

Também nas águas, Ingrida de Oliveira levou atleta ao quarto e ainda expulsou companheira - acabou quase banida dos Jogos.  Nos tatames, teve "surto" de brasileiro naturalizado libanês e um não-cumprimento político entre egípcio e israelense.

O Parque Olímpico quase viu um desastre: uma câmera desabou e feriu sete pessoas. Já a Vila Olímpica sofreu reclamações contra sua infraestrutura.

Por fim, a torcida pôde protestar contra o governo interino de Michel Temer após liberação da Justiça, enquanto gritava "Ô zika" para a goleira americana Hope Solo.