Patricia Freitas, velejadora da classe RS:X (Foto: William West/AFP)

Patricia Freitas, velejadora da classe RS:X (Foto: William West/AFP)

Igor Siqueira
11/08/2016
17:44
Rio de Janeiro (RJ)

A velejadora Patrícia Freitas, da classe RS:X feminina, teve o melhor desempenho entre os brasileiros na Baía de Guanabara nesta quinta-feira. Assim, faltando apenas uma regata antes da medal race, que será domingo, ela segue no ritmo forte na briga por medalha, na quinta colocação geral.

Patrícia ficou com o décimo lugar na sétima regata. Mas ela venceu a oitava regata e deu um saltinho na classificação. A nona regata fechou o dia, e a brasileira acabou em terceiro.

- Acho que foi o melhor dia do campeonato. Fiquei satisfeita. Consegui ir bem, meu técnico gostou. Estou fisicamente bem, já comecei as meninas cansadas. A medal race é ponto duplo, então dá uma bagunçada na classificação - disse a velejadora de 26 anos.


Na classe de Patrícia, a liderança segue com a italiana Flavia Tartaglini, com 35 pontos, mas duas velejadoras (a francesa Charline Picon e a russa Stefaniya Elfutina) estão com um a mais - na vela, a contagem é por pontos perdidos. Patrícia tem 47.

Ainda no RS:X, mas no masculino, Ricardo Winicki, o Bimba, foi o 21º colocado na sétima regata. Na oitava, o brasileiro terminou em nono. O dia terminou com a conclusão da nona regata, a penúltima antes da medal race, na qual Bimba também foi nono. No geral, ele aparece na oitava colocação e a chance de medalha é muitíssimo remota.

Na classe Nacra, Isabel Swan e Samuel Aldebrecht chegaram em 17º na terceira regata. A dupla melhorou o desempenho na quarta, fazendo um nono lugar. A progressão continuou, culminando com o segundo lugar na quinta regata.

Jorge Zarif, da classe Finn, terminou a quinta regata da Rio-2016 na segunda posição. Só que ele foi pior na sexta regata, terminando em 19º. O velejador, que chegou a ficar em terceiro no geral, acabou o dia na décima colocação.

Na 470 masculino, Bruno Haddad e Henrique Bethlem terminaram a terceira regata em penúltimo (25º lugar). Na quarta, ficaram com o 17º lugar. No geral, a dupla aparece na 23ª posição.

Na 470 feminino, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan ficaram na 13ª colocação na terceira regata. Na quarta, elas melhoraram um pouco, terminando em 10º. No total, as brasileiras estão na nona posição.