Obi Mikel

Obi Mikel é camisa 10 e capitão da Nigéria, além de ser o destaque do time (Foto: AFP/NELSON ALMEIDA)

Fellipe Lucena
16/08/2016
14:24
São Paulo (SP)

A Nigéria deve ter grande apoio da torcida brasileira na Arena Corinthians, a partir das 16h desta quarta-feira, na semifinal do torneio olímpico de futebol, contra a Alemanha - os 7 a 1, obviamente, aumentam a rejeição dos germânicos. Mas é justamente uma vitória histórica contra a Seleção Brasileira que inspira a seleção africana, sobretudo seu camisa 10, John Obi Mikel.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, em Itaquera, o meia do Chelsea foi questionado sobre a vitória da Nigéria sobre o Brasil na semifinal da Olimpíada de Atlanta, em 1996. Na ocasião, a equipe de Dida, Roberto Carlos, Bebeto, Rivaldo e Ronaldo vencia por 3 a 1 e sofreu o empate nos minutos finais do tempo normal. Kanu marcou o gol de ouro na prorrogação e classificou a Nigéria para enfrentar - e bater - a Argentina na decisão do ouro. O Brasil de Zagallo ficou com o bronze.

- Lembro um pouquinho (risos). Me lembro do dia, eu estava dormindo e meu pai me acordou para ver o jogo, me lembro dos gols. É algo que me inspira. Espero que a gente conquiste a medalha de ouro para inspirar novas crianças na Nigéria - disse Mikel, que tinha nove anos naquela época.

Na Rio-2016, a Nigéria se classificou em primeiro lugar no grupo que tinha Suécia, Japão e Colômbia. Nas quartas, eliminou a Dinamarca com uma vitória por 2 a 0. Agora, precisa eliminar a Alemanha para encarar Honduras ou o próprio Brasil na decisão. 

- É minha primeira Olimpíada, é algo que ainda falta na minha carreira. Estamos todos com esse objetivo aqui, eu, o treinador, todos os jogadores... É isso que me move. Espero voltar para casa com a medalha de ouro - completou Mikel, um dos atletas acima dos 23 anos convocados pelo técnico Samson Siasia.