Marta

Marta teve boa atuação na estreia. Ela será mais uma vez fundamental neste sábado (Foto: Ricardo Stuckert / CBF)

LANCE!
06/08/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Após a ótima estreia, as meninas da Seleção terão um teste de fogo pela frente, quase que uma espécie de inimigas íntimas de sua capitã. Afinal de contas, o rival da vez na segunda rodada do Grupo E dos Jogos Olímpicos será a Suécia, país onde Marta construiu grande parte de sua vitoriosa carreira no esporte.

No total, Marta atuou por mais de 10 anos no país europeu. Começou a ganhar os holofotes de estrela quando defendia o Umea. Foram cinco anos no clube até iniciar passagens pelo futebol dos Estados Unidos e do Brasil, onde defendeu o Santos. Em 2012, a brasileira retornou ao futebol sueco e atualmente está no Rosengard.

– A Suécia é uma equipe muito qualificada, fisicamente muito agressiva, costuma explorar os contra-ataques, tem meninas muito velozes lá na frente, e também é muito forte na bola parada. Então, são vários fatores que temos de estar atentas para não sermos surpreendidas – disse Marta.

O fato de conhecer bem as adversárias acaba sendo uma faca de dois gumes. Afinal de contas, o outro lado sabe bem quais os truques Marta poderá tirar da cartola.

– Não acredito que exista uma maneira de neutralizar o jogo de Marta. Mas é claro que muito das nossas meninas conhecem ela por já terem enfrentado. E isso não deixa de ser um ponto positivo – disse a técnica da Suécia, Pia Sundhage.

Caso vença no Estádio Olímpico, a Seleção garante não só a liderança do Grupo E como garante vaga antecipada nas quartas de final. Tendo uma especialista de peso para superar as nórdicas, Vadão e a torcida estão confiantes em uma nova exibição equilibrada, como aconteceu diante da China na quarta-feira passada. Pra cima delas, Marta!