NBA House

Evento promovido pela NBA foi realizado nesta terça, no Museu do Amanhã (Foto: Divulgação/NBB)

Lazlo Dalfovo
17/05/2016
16:38
Rio de Janeiro (RJ)

Restando apenas 80 dias para os Jogos Olímpicos, a preocupação dos atletas e entidades com o vírus da Zika e a gripe H1N1 não é pequena. Durante o evento de anúncio da "NBA House", nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, o ala-pivô Nenê, do Washington Wizards e da Seleção Brasileira, se manifestou sobre o polêmico tema e disse que outros atletas da NBA estão "curiosos".

- Claro que me perguntam (sobre Zika e H1N1) e da segurança, ainda mais quando desconhecem o assunto. Surge a curiosidade, mas deixamos na mão das autoridades brasileiras. Os médicos brasileiros e americanos estão passando todas as informações. Tudo acontecerá conforme o planejado - disse Nenê. 

Nenê
Nenê provavelmente estará no Rio-2016 (Foto: Lazlo Dalfovo)

Ao também comentar sobre esta situação, Arnon de Mello Neto, diretor-executivo da NBA no Brasil, mostrou tranquilidade e garantiu que não haverá maiores problemas durante o Rio-2016.

- Estamos em contato diário com as autoridades de saúde do Brasil, passando as informações para os médicos da NBA, que repassam para os médicos das franquias. Estamos tranquilos que não teremos maiores problemas. Mantemos os atletas informados e não temos nenhuma preocupação quanto a Zika ou H1N1 - afirmou Arnon. 

Coincidentemente, Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), frisou que existe, sim, a preocupação de diversos atletas e pessoas que virão prestigiar o evento - que será realizado a partir de agosto. 

- Quanto mais sabemos sobre o zika, mais estamos preocupados - disse Chan, durante evento em Genebra, na Suíça.