Fábio Suzuki
08/08/2016
18:19
Rio de Janeiro (RJ)

A Arena do Futuro se transformou em um verdadeiro caldeirão nos jogos de handebol quando o Brasil está em quadra e o incentivo vindo das arquibancadas tem ajudado as equipes de handebol do país a superaram times que chegaram como favoritas aos Jogos Olímpicos. Mas além das já tradicionais vaias quando os adversários estão com a bola e cantos de incentivo nos ataques brasileiros, a torcida incorporou também o estilo dos americanos torcerem nos jogos de basquete da NBA.

Sabendo da importância de evitar cada ataque do time adversário, os brasileiros passaram a gritar “defesa... defesa... defesa” para evitar os gols da Romênia e deu certo. A Seleção feminina de handebol bateu com facilidade a equipe que foi bronze no Mundial do ano passado por 26 a 13.

Na tradicional liga americana de basquete, o time da casa é incentivado pelos torcedores a evitarem a cesta dos adversários com gritos de “defense” (defesa, em inglês) e o grito foi traduzido nas arquibancadas da Arena do Futuro para incentivar as brasileiras.

Os poucos gols levados pelo Brasil das adversárias foram explicados pelas estatísticas do jogo. No primeiro tempo, enquanto as brasileiras aproveitaram 14 das 22 tentativas de gol, as romenas tiveram praticamente o mesmo número de chances, 21 no perído, mas conseguiram marcar apenas 9 gols.

Nos minutos finais, quando a vitória já estava praticamente sacramentada, a torcida deixou um pouco de lado os gritos da NBA para fazer festas com o som das arquibancadas dos estádios de futebol, como o tradicional “olé” a cada passe das brasileiras. E terminaram a partida com um sonoro “ai ai ai ai... está chegando a hora... o dia já vem raiando, meu bem, eu tenho que ir embora”.