Guilherme Cardoso e Marcelo Laguna
24/07/2016
12:37
Enviados especiais ao Rio de Janeiro (RJ)

As fortes reclamações de vários países a respeito das instalações da Vila dos Atletas, aberta oficialmente na manhã deste domingo, não chegaram a surpreender o presidente do comitê organizador Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, que reconheceu as falhas mas disse que tudo se trata de um processo de ajustes naturais. Ele falou durante a cerimônia de abertura, que também contou com a presença do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

- Sempre sentimos alguns ajustes quando mudamos. É uma das melhores Vilas da história das Olimpíadas. Natural que ajustes sejam necessários. Os Jogos começam dia 5. Temos dez dias. O trabalho de verificação já tinha começado - afirmou Nuzman em seu discurso, na zona internacional.

Vários países reclamaram duramente das condições encontradas em seus prédios. A Austrália foi quem pegou mais pesado nas críticas, ao dizer em nota oficial que não colocaria seus atletas na Vila neste domingo por falta de condições. A chefe de missão australiana, Kitty Chiller, disse na nota que existem inúmeros problemas de gás, eletricidade e vazamentos. A Suécia também retardou a entrada da delegação de futebol feminino na Vila, pelos mesmos problemas.

- Conversei com chefes de delegação ontem e é até importante eles verem e nos dizerem o que precisa. Não é somente ver quem errou ou deixou de errar. É hora de acertar - completou Nuzman.

Ao seu lado, Eduardo Paes comentou também sobre os problemas que a proximidade dos Jogos já estão causando à população do Rio de Janeiro.

- Desafios teremos até o último dia com algum atleta aqui na Vila. Quero pedir aos cariocas que mostrem aquilo que tem de melhor.
Pedir mais uns dias de compreensão, com algum engarrafamento aqui, uma contingência lá. Os Jogos começam hoje", afirmou.

Ainda assim, o prefeito comemorou muito a abertura da Vila e minimizou os problemas relatados pelas delegações estrangeiras.

- É um dia para se comemorar. Essa Vila é incrível, melhor que Sydney. Ajuste que tiver, vamos fazer. Queremos que todos se sintam em casa. Natural fazer ajustes - afirmou, para em seguida fazer uma brincadeira um tanto fora de hora com a situação apontada pela Austrália.

- Estou quase colocando um canguru para pular na frente deles, para se sentirem em casa - disse o prefeito.