Basquete Feminino entre Brasil x Australia

O Brasil lutou, mas foi superado na estreia do basquete feminino no sábado (Foto: JAVIER SORIANO/AFP)

Bernardo Cruz
08/08/2016
10:50
Rio de Janeiro (RJ)

A derrota na estreia do basquete feminino nos Jogos Olímpicos não trouxe só prejuízos. O desempenho em boa parte do duelo contra a Austrália, ocorrido no sábado passado (84 a 66) aumentou a confiança da equipe brasileira em busca da primeira vitória, que poderá vir nesta segunda-feira, contra o Japão, às 17h30, na Arena da Juventude, em Deodoro, pela segunda rodada do Grupo A.

A armadora Adrianinha, que tem cinco Jogos no currículo, afirmou que a equipe ganhou confiança por poder fazer jogo parelho contra uma das mais fortes rivais de sua chave.

- Acredito que tivemos um bom desempenho. Oscilamos, é verdade, e isso acabou sendo fatal. Mas a partida mostrou que temos condições de fazer um bom papel e ir em busca da classificação para as quartas de final - disse.

A pivô Érika afirmou que as lições da derrota para a Austrália serão valiosas para a sequência da competição.

- Acho que a gente pecou na instabilidade. A Austrália é uma adversária muito forte, mas a gente mostrou que pode de superar na Olimpíada - declarou.

O Japão, adversário desta segunda-feira, venceu na estreia a Bielorrússia e está na terceira posição com dois pontos. O Brasil é o lanterna com um ponto no Grupo A, mas atuou apenas uma vez.