Brasil x África do SUl

Amdressa Alves tenta  levar o Brasil ao ataque (AFP)

Agnaldo Oliveira Junior
09/08/2016
23:58
Manaus (AM) 

A Seleção Brasileira feminina entrou em campo para enfrentar a África do Sul nesta terça-feira na Arena da Amazônia, pelo Grupo A das Olimpíadas, já classificada e poupando seis titulares -  entre elas a craque Marta e experiente Formiga - além de Cristiane, machucada. Depois de um insosso primeiro tempo, Marta entrou em campo, mas o resultado ficou inalterado e o 0 a 0 decepcionou o excelente público.

Apesar do empate, o Brasil terminou em primeiro lugar no Grupo A, com sete pontos e enfrentará nas quartas de final a seleção da Austrália, na sexta-feira,  às 22h (de Brasília) no Mineirão.  A África do Sul fez seu primeiro ponto e está eliminada.

O JOGO

Embora tivesse boas chances no primeiro tempo, num chute de Tamires que Barker mandou para escanteio e em uma bomba de Debinha na trave, o Brasil encontrou dificuldades para o arremate, já que a África do Sul esteve sempre bem fechada, com duas laterais que não saíam  e fechando o miolo com três apoiadoras. Mesmo trocando bem a bola, ficava claro que o time sentia as muitas ausências, com Andressa Alves sendo a principal articuladora, mas sem muita inspiração ao buscar espaços.

A torcida manauara fazia a parte dela, aplaudindo as jogadoras e entrando em delírio sempre que Marta, no banco, era filmada e aparecia no telão.

A África do Sul não era só retranca. Tentava ligações diretas e por muito pouco não fez um gol com Kgatlana. Não rolou porque a goleira Aline foi corajosa numa saída de gol.

No segundo tempo o Brasil voltou com Marta no lugar de Tamires. A camisa 10 se movimentou, manteve o time sempre no ataque, teve uma grande chance, mas a Seleção Brasileira seguiu com pouca inspiração e mais uma vez levou um susto quando Kgatlana chutou e Aline fez a defesa mais bonita do jogo.

No fim, a África do Sul cansou, o Brasil teve quatro chances, a melhor com Fabiana, mas a bola não entrou. Porém, por causa de seu espírito de luta, o time foi aplaudido pela torcida.

No outro jogo realizado pelo Grupo E, China e Suécia ficaram no 0 a 0 no Mané Garrincha. O resultado manteve as chinesas na segunda posição com quatro pontos. As suecas, com os mesmos quatro pontos das rivais terminaram em terceiro por ter pior saldo de gols. Mas ficaram como uma das melhores terceiras (juntamente com a Austrália) e seguem vivas na competição. A única terceira colocada eliminada foi a Nova Zelândia.

Além de Brasil x Austrália no Mineirão, as quartas de final do futebol feminino da Rio-2016 terá as seguintes partidas, todas na próxima sexta-feira:  Estados Unidos x Suécia (13h, Mané Garrincha), China, x Alemanha (16h, na Fonte Nova) e Canadá x França (19h, na Arena Corinthians).


BRASIL 0 X 0 ÁFRICA DO SUL
JOGOS OLÍMPICOS
DATA E HORA: 9/8/2016 - 22h (de Brasília)
LOCAL
 Arena da Amazônia, Manaus (AM)
ÁRBITRA: Stephannie Frappart (FRA)
AUXILIARES: Manuela Nicolosi (FRA) e Yolanda Parga (ESP)
CARTÕES AMARELOS: Bruna e Andressinha (BRA), Vilakaze (AFS)
 
BRASIL: Aline, Poliana, Bruna Benites, Mônica e  Thaísa (Fabiana, 37'/2ºT); Tamires (Marta, Intervalo), Érika e Andressinha; Debinha, Raquel e Andressa Alves. TEC: Vadão

ÁFRICA DO SUL: Barker; Smeda, Van Wyk, Vilakaze, e  Jane; Matlou, Malherbe, Makhabane e Mothalo (Mollo, 19'/2ºT); Seoposenwe e Kgatlana (Dlamini, 37'/2ºT). TEC: Vera Pauw