LANCE!
11/08/2016
13:10
São Paulo (SP)

O Brasil pode conquistar hoje mais uma medalha nos Jogos Olímpicos do Rio. Atual campeã do mundo e favorita na categoria meio-pesado (até 78 kg), a gaúcha Mayra Aguiar está nas semifinais do torneio e apenas duas vitórias a separam da tão sonhada medalha de ouro. Trilhando o mesmo caminho da lutadora, a dupla do vôlei de praia formada por Larissa e Talita venceu e convenceu nesta manhã e está classificada para as oitavas de final.

As primeiras horas do dia também trouxeram boas notícias para o Brasil no boxe. O pugilista Joedison Teixeira, na categoria meio-médio ligeira (até 64 kg), derrotou o argelino Abdelkader Chadi e também está nas oitavas de final. Mas, nem tudo são flores na Rio-2016. A equipe feminina de espada na esgrima foi derrotada pela Ucrânia e, ao fim do combate, pediu mais investimento do governo brasileiro.  

Judô

As expectativas criadas em cima de Mayra Aguiar antes do início da Olimpíada não estavam erradas. Nesta manhã, a judoca venceu suas duas adversárias nas fases classificatórias e está nas semifinais. Terceira medalha do Brasil nesta Olimpíada pode vir hoje.

A notícia negativa do judô, porém, ficou na conta de Rafael Buzacarini. O jovem atleta, de apenas 21 anos, enfrentou logo na segunda rodada o japonês Ryunosuke Haga, atual campeão do mundo. O brasileiro foi firme e competiu de igual para igual com o asiático, mas uma shidô (punição) acabou com seu sonho de seguir na Olimpíada.

Golfe

Esta terça-feira também marcou o início das competições do golfe na Barra da Tijuca. O brasileiro Adilson da Silva, único brasileiro no torneio masculino, deixou seu nome na história do esporte ao ser o primeiro golfista a dar uma tacada olímpica. Desde o início da Era Moderna dos Jogos esta a primeira vez que o golfe é incluído nas modalidades participantes.

Esgrima

As meninas do Brasil não foram páreas para a Ucrânia na disputa por equipes na espada. O time formado por Amanda Simeão, Rayssa Costa e Nathalie Moellhausen foi eliminado logo na estreia ao perder por 45 a 32. A experiência em disputar um torneio tão grande em casa causou boas impressões nas atletas do time da casa e a melhor esgrimista do país nesta Olimpíada pediu mais investimento estatal no esporte.

Boxe

Quem também segue vivo em busca de uma medalha olímpica é o baiano Joedison Teixeira. O brasileiro derrotou o argelino Abdelkader Chadi na categoria meio-médio ligeiro (até 64 kg) e está nas oitavas de final do torneio.
 sonho de seguir na Olimpíada.

Tiro com arco

"Fiz história no tiro com arco". Foi desta forma que a brasileira Ane Marcelle dos Santos deixou as competições no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. A arqueira foi derrotada para a britânica Naomi Folkard, por 6 a 2, na disputa individual feminina e deu adeus ao torneio. Apesar do revés, a brasileira saiu mais do que satisfeita, já que foi a primeira atleta do país a chegar entre as 16 melhores do mundo em uma competição olímpica.


Vôlei de praia

Invictas. É desta forma que a Larissa e Talita, a principal dupla do Brasil do vôlei de praia, entrará nas oitavas de final do torneio olímpico. Nesta manhã, as polonesas Kolosinski e Brzostek, em vão, parar as brasileiras. Vitória inconstetável do time verde e amarelo nas areias de Copacabana por 2 sets a 0, parciais de 21/10 e 21/15.

Rio 2016 - Vôlei de Praia - Larissa e Talita
Brasileiras seguem invictas na competição (Foto: AFP/LEON NEAL)

Polo aquático

O desempenho da seleção feminina não tem sido tão bom quanto ao dos homens, que na noite de quarta-feira derrotaram a Sérvia, atual tricampeã mundial, no Maria Lenk. Apesar disto, as meninas do Brasil têm melhorado seu nível técnico. Na manhã desta quinta, o time brasileiro encarou a Rússia, perdeu por 14 a 7, mas fez um bom jogo. Nada mal para quem disputa os Jogos Olímpicos pela primeira vez na história.

Badminton 

A brasileira Lohaynny Vicente perdeu para a indiana Saina Nehwal por dois matchs a zero (duplo 21 a 17). Foi a primeira apresentação do Brasil no badminton na história das Olimpíadas. Apesar do apoio da torcida brasileira, que marcou presença com um grande número de crianças, a atleta tupiniquim não resistiu a experiência da indiana. Lohaynny volta à quadra neste sábado, contra ucraniana Maria Ulitina.