Justin Gatlin

Gatlin, ao centro, já foi pego no doping duas vezes e é a maior ameaça a Usain Bolt (Foto: AFP/OLIVIER MORIN)

RADAR/LANCE!
11/08/2016
10:16
Rio de Janeiro (RJ)

O escândalo envolvendo a delegação da Rússia e as recentes declarações de atletas durante as Olimpíadas do Rio têm colocado o assunto do doping sob os holofotes. Na última segunda (8), após conquistar o ouro nos 100m nado peito, a americana Lilly King afirmou à imprensa que não concordava com o fato de ainda ver nos Jogos atletas já flagrados usando substâncias proibidas. Mais que isso, a nadadora disse que isso valia, inclusive, para seus compatriotas, como Justin Gatlin. Principal ameaça a Usain Bolt nos 100 metros rasos, Gatlin resolveu responder a King.

- No fim das contas, o tempo (de suspensão) foi cumprido. Eu cumpri aquele tempo. Lidei com a punição e segui em frente - disse o velocista, nesta quarta (10), segundo informações do jornal britânico Guardian.

Justin Gatlin sofreu duas punições recentes por doping. A primeira veio em 2001, por uso de anfetaminas. As substâncias, porém, foram ligadas a um tratamento para distúrbio de déficit de atenção pelo qual o corredor estava passando e ele pode disputar os jogos de Atenas 2004, onde ganhou o ouro nos 100 metros. Em 2006, no entanto, o americano foi novamente flagrado. Dessa vez, por excesso de testosterona (hormônio masculino). Gatlin, então, encarou punição de quatro anos. Para ele, o sistema de controle de doping fez seu trabalho e, por isso, o atleta não acredita que mereça ainda ser julgado pelas pessoas.

- As pessoas querem rotular as outras e isso é tudo o que querem fazer. Elas não querem conhecer, entender a história mais profundamente. Eu trabalhei duro, desde o fundo do poço quando não tinha nada. Trabalhei muito para chegar de novo até aqui. Eu não entendo. O sistema funcionou. Eu acho que as pessoas têm de parar de tentar ser o juiz, o júri e o executor e deixar o sistema fazer seu trabalho - desabafou Gatlin.

Apesar das críticas de Lilly King - corroboradas posteriormente por Michael Phelps - e do histórico de doping na carreira, Justin Gatlin garante que tem sido muito bem quisto na Vila dos Atletas:

- Muita gente tem vindo até mim na Vila, me mostrando amor, querendo que eu vá lá e dê meu melhor, seja o melhor, tirando fotos e tudo - encerrou Gatlin.