Ingressos para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos (Foto: Reprodução/Twitter)

Ingressos para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
06/06/2016
20:45
Rio de Janeiro (RJ)

A prefeitura do Rio de Janeiro foi proibida nesta segunda-feira de repassar 547 mil ingressos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos gratuitamente, como havia anunciado na semana passada. A medida ajudaria a alavancar as vendas em especial do segundo evento, que tem baixa procura a três meses da abertura.

Os ingressos, que custaram cerca de R$ 5 milhões, seriam doados a servidores públicos (137 mil bilhetes), alunos da rede municipal do Rio com bom desempenho escolar (392 mil) e entidades voltadas para deficientes (18 mil).

O juiz Marcello Rubioli, responsável pela Fiscalização da Propaganda Eleitoral, suspendeu a ação por acontecer em ano eleitoral. O argumento é que a prática pode ser enquadrada como um crime de "captação de sufrágio", o que significa compra de votos e abuso do poder envolvendo as entradas.

A prefeitura confirmou que recebeu notificação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e garantiu que vai reunir todas as informações para justificar a legalidade do projeto.

O Comitê Rio-2016 decidiu não se manifestar sobre o caso, argumentando que não é parte envolvida na ação.