Bernardo Cruz e Lucas Pastore
13/08/2016
18:51
Rio de Janeiro (RJ)

Os jogadores da Seleção masculina de basquete saíram da Arena Carioca 1 neste sábado muito abatidos após a derrota para a Argentina por 111 a 107, pela quarta rodada do Grupo B dos Jogos Olímpicos. A equipe de Rúben Magnano teve o jogo controlado duas vezes, mas permitiu a reação argentina, que provocou duas prorrogações.

O ala Marquinhos reconheceu que a equipe enfrentou problemas de comunicação na quadra em momentos decisivos. Além disso, disse que faltou sorte para a equipe verde e amarela.

- Acho que faltou um pouco de comunicação e inteligência quando a gente estava ganhando. Faltou um pouco de sorte também - disse.

Já o ala/armador Alex chamou a responsabilidade pelo revés. Para o jogador do Bauru, as bolas de três pontos da Argentina também foram fundamentais para a reação adversária, sobretudo no lance ainda no tempo normal, quando Nocioni empatou o duelo.

- Foram os principais erros (as bolas de três da Argentina). A bola de três o Guilherme ainda estava de costas, tentou fazer a falta e não conseguiu. O rebote de ataque eu e o Marquinhos nos confundimos, mas o erro é totalmente meu, que estava embaixo - afirmou.

Com o resultado, a Seleção está no momento em quarto lugar do Grupo B com cinco pontos. Para avançar, precisa vencer a Nigéria nesta segunda-feira e torcer para a Espanha perder um de seus dois jogos: Lituânia (que acontece neste sábado) e Argentina. Caso o cenário aconteça, o Brasil terá como adversário os Estados Unidos nas quartas de final.