Basquete Feminino entre Brasil x Australia

Iziane jogou sua última Olimpíada pelo Brasil (Foto: JAVIER SORIANO/AFP)

Bernardo Cruz
11/08/2016
18:15
Rio de Janeiro (RJ)

A derrota diante da França, nesta quinta-feira, na Arena da Juventude, em Deodoro, aproximou ainda mais o fim do ciclo de Iziane na Seleção Brasileira feminina de basquete. A confirmação da eliminação da equipe do técnico Antônio Carlos Barbosa com a quarta derrota seguida no Grupo A fará do duelo contra a Turquia, sábado, às 15h30, o último jogo da ala/armadora com a camisa verde e amarela.

Bastante emocionada na zona mista, Iziane lamentou a sequência ruim da Seleção dentro da competição e por não poder vencer no dia do aniversário de sua mãe, que estava presente na Arena da Juventude.

- Estou cansada de perder. Todas elas doem do mesmo jeito. Cada jogo é uma história. Hoje, da minha parte, não caiu p... nenhuma, mas lutei sempre para vencer e sair de cabeça erguida. Gostaria de poder dar a vitória de presente para a minha mãe - afirmou.

Iziane, que completou neste ano 34 anos, pretende iniciar o trabalho nos bastidores do esporte. Sua ideia é ajudar na massificação do basquete feminino de uma maneira geral. Para isso, ela vai se candidatar em sua cidade natal, São Luíz-MA, ao cargo de vereadora pelo Partido Social Liberal (PSL):

- Não quero abandonar o esporte de maneira nenhuma. Nos bastidores trabalhar para ajudar a fortalecer isso. Acredito que o esporte precisa ser visto como uma ferramenta importante na política. Por isso vou me candidatar a vereadora no Maranhão e esse será meu carro-chefe. Já trabalho com projetos sociais com o meu instituto (Iziane Castro). E ajudar a vida de outras Izianes.

Com o resultado desta quinta-feira, o Brasil chegou aos quatro pontos e não tem mais chances de classificação. Assim a partida contra as turcas será a despedida da Seleção nesta edição de Jogos Olímpicos.