LANCE!
19/08/2016
19:36
São Paulo

O hóquei na grama é pouco (ou nada) acompanhado no Brasil, mesmo durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Assim, poucos perceberam que nesta sexta, quando a Grã-Bretanha conquistou a medalha de ouro na modalidade (batendo a Holanda por 2 a 0 no "shoot-out", espécie de disputa de pênaltis), também criou uma inédita história olímpica.

As jogadoras Kate e Helen Richardson-Walsh, de 36 e 34 anos, respectivamente, se tornaram o primeiro casal homossexual a levar um ouro na história das Olimpíadas.  

Elas se casaram oficialmente em 2013, um ano depois de conquistarem o bronze nos Jogos Olímpicos de Londres.

Kate, a mais experiente, é também capitã da seleção dourada, e explica que deixa o relacionamento fora de campo durante os Jogos:

- Somos extremamente profissionais, somos apenas jogadoras quando dentro do gramado. Somos duas pessoas diferente e é assim que nossas companheiras e técnicos nos tratam - disse a jornais ingleses.

Elas atuam juntas pela seleção há 20 anos e namoram desde 2008. E, agora, formam provavelmente o mais feliz casal da história dos Jogos Olímpicos.