Jason Day

O australiano Jason Day é o atual líder do ranking mundial de golfe (Foto: AFP)

LANCE!
28/06/2016
14:33
São Paulo (SP)

A Olimpíada do Rio de Janeiro terá mais uma baixa por conta do temor ao zika vírus. O atual líder do ranking mundial do golfe, o australiano Jason Day anunciou que não participará do retorno da modalidade aos Jogos após 112 anos para não prejudicar a saúde de sua família.

Day é apenas mais um golfista na grande lista de ausências por conta do vírus, que ainda conta com nomes como o norte-irlandese Rory McIlroy, quarto no ranking, o irlandês Shane Lowry (25º), o sul-africano Branden Grace (12º), o australiano Marc Leishman (39º), e Vijay Singh (119º), de Fiji.

"É com profunda tristeza que anuncio que não irei competir nos Jogos Olímpicos de 2016 em agosto, no Rio de Janeiro. A razão da minha decisão é minha preocupação com a possível transmissão do zika vírus e o potencial risco que isso pode representar para uma futura gravidez de minha esposa e para membros da minha família", disse Day, em um comunicado oficial.

O australiano, de 28 anos, conquistou seu primeiro Major no ano passado, e já possui dez títulos na carreira. Apesar de a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmar que há um risco muito baixo de contágio com o zika vírus no Rio de Janeiro, os atletas preferiram se resguardar da competição.

"Médicos me confirmaram que, apesar de ser um risco pequeno, a decisão de competir no Rio viria com riscos de saúde para mim e minha família. Apesar de ser um grande objetivo disputar uma Olimpíada pelo meu país, jogar golfe não pode ser colocado acima da saúde", completou Day.

- Eu recebi um conselho médico de que não deveria ir ao Rio. Sou um irlandês orgulhoso e amo meu país. Estava aguardando ansiosamente por andar atrás de uma bandeira tricolor com o resto do time olímpico da Irlanda no Rio. Enquanto estou desapontado por perder essa experiência e ter a oportunidade de conquistar uma medalha, preciso colocar o bem estar de minha família à frente - disse Lowry.